História da Arte: O que foi o Barroco em Minas Gerais

O Barroco em Minas Gerais também chamado de barroco mineiro a nomenclatura para designar a versão peculiar que o estilo barroco desenvolveu no estado de Minas Gerais, entre o início do século XVIII e o final do século XIX. O Barroco em Minas Gerais também é chamado por estudiosos de “Barrococó” devido a demora que o estilo artístico teve para chegar ao Brasil, tendo recebido influências do Rococó.

Desta forma, o barroco mineiro é considerado também um movimento a parte do barroco como um todo, porque possuí referências do estilo mas performa de maneira inédita.

A arte barroca, a princípio se desenvolveu na Europa, na virada do século XVI para o XVII, em um contexto de reformas protestantes e contrarreforma. Desta maneira, o barroco foi uma das manobras do Clero de reconquistar seus fiéis por meio da ostentação. Sendo assim, o barroco mineiro foi marcado principalmente pela referência a religiosidade.

Roma Antiga: Entenda Monarquia, República E Império Romano (753 A.C. – 476)
Entenda O Que Foi O Iluminismo
Segunda Guerra Mundial: 1939 – 1945

Contexto e formação do barroco mineiro

A Capitania de Minas Gerais foi o centro da atividade mineradora no Brasil Colônia, sendo assim o ambiente perfeito para a criação de obras barrocas devido a grande quantidade de ouro disponível.

A grande movimentação comercial de Minas Gerais na época agitava também a esfera cultural. Somando o ouro disponível, a forte influência que teve o catolicismo popular e presença de polos culturais, fez-se o barroco em Minas Gerais.

Grande parte das construções arquitetônicas monumentais de cidades como Ouro Preto, Mariana e São João Del Rei, foram construídas nesse período. No interior das igrejas, eram instaladas as esculturas e pintadas, geralmente nos tetos, várias imagens, além da predominância do dourado nas paredes e detalhes.

O barroco em minas gerais também chamado de barroco mineiro a nomenclatura para designar a versão peculiar que o estilo barroco desenvolveu no estado de minas gerais
O Barroco em Minas Gerais também chamado de barroco mineiro a nomenclatura para designar a versão peculiar que o estilo barroco desenvolveu no estado de Minas Gerais

Principais características do barroco mineiro

Os temas das obras de arte, tanto das pinturas como das esculturas, eram concentrados nas referências cristãs. Um dos exemplos mais conhecidos é o teto da Igreja de São Francisco de Assis, em Ouro Preto, pintado por Manuel da Costa Ataíde, um dos principais nomes do movimento.​

Além das pinturas que dominam todo o teto, a Igreja de São Francisco de Assis ainda conta com adornos em ouro e prata e esculturas de Aleijadinho, outro grande nome do barroco mineiro.

Além da Igreja de São Francisco, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, também em Ouro Preto, se tornou um dos principais símbolos da arte barroca mineira.

Veja também: História Da Arte: Arte Rupestre

Um dos exemplos mais conhecidos é o teto da igreja de são francisco de assis, em ouro preto, pintado por manuel da costa ataíde, um dos principais nomes do movimento
Um dos exemplos mais conhecidos é o teto da Igreja de São Francisco de Assis, em Ouro Preto, pintado por Manuel da Costa Ataíde, um dos principais nomes do movimento

Aleijadinho

Antônio Francisco Lisboa, apelidado de Aleijadinho, nasceu na cidade mineira de Vila Rica, atual Ouro Preto no ano de 1730. Aprendeu a esculpir ainda durante a infância, observando o trabalho de seu pai que esculpiu em madeira uma grande quantidade de imagens religiosas.

Na segunda metade do século XVIII, surgiram as primeiras construções em pedra e alvenaria em Minas. Foi também, nessa época, que Aleijadinho desenvolveu sua atividade de arquiteto e escultor.

Por ser mestiço, não lhe foi permitido assinar sua obra nem os livros de registro de pagamentos. Aleijadinho também ficou doente, não se sabe ao certo se foi Lepra ou sífilis, no entanto, a condição de saúde foi responsável por causar deformidades em suas mãos e pés, o que resultou no apelido.

Mesmo doente e sem receber os créditos de suas obras, Aleijadinho não abandonou sua arte, usando uma correia de couro para segurar o cinzel, o martelo e a régua. Aleijadinho faleceu em novembro de 1814 em sua cidade natal.

Aleijadinho não abandonou sua arte, usando uma correia de couro para segurar o cinzel, o martelo e a régua
Aleijadinho não abandonou sua arte, usando uma correia de couro para segurar o cinzel, o martelo e a régua

Mestre Ataíde

Mestre Ataíde foi um pintor brasileiro considerado um dos mais importantes artistas do barroco mineiro.

Manuel da Costa Ataíde nasceu em Mariana, Minas Gerais, no dia 18 de outubro de 1762. Sua arte compreende o douramento e encarnação de imagens, os trabalhos em talha, pintura sobre painéis, pinturas de forros de igrejas etc.

As obras de mestre Ataíde estão espalhadas por diversas cidades mineiras.

Junto com os pintores João Batista de Figueiredo, Antônio Martins da Silveira, entre outros, Ataíde formava a chamada Escola de Mariana. O mestre influenciou vários artistas, especialmente por seu método de elaboração da pintura de perspectivas das abóbadas dos templos religiosos, pela harmonia cromática de suas pinturas e pelo desenho altamente expressivo dos santos, anjos e virgens, que o tornou um dos mais importantes mestres de sua época.

Mestre Ataíde faleceu em Mariana, no dia 2 de fevereiro de 1830.

As obras de mestre ataíde estão espalhadas por diversas cidades mineiras.
As obras de mestre Ataíde estão espalhadas por diversas cidades mineiras

FAQ – Perguntas Frequentes Barroco em Minas Gerais

O que foi o Barroco em Minas Gerais?

O Barroco em Minas Gerais também chamado de barroco mineiro a nomenclatura para designar a versão peculiar que o estilo barroco desenvolveu no estado de Minas Gerais, entre o início do século XVIII e o final do século XIX. O Barroco em Minas Gerais também é chamado por estudiosos de “Barrococó” devido a demora que o estilo artístico teve para chegar ao Brasil, tendo recebido influências do Rococó.
Desta forma, o barroco mineiro é considerado também um movimento a parte do barroco como um todo, porque possuí referências do estilo mas performa de maneira inédita.
A arte barroca, a princípio se desenvolveu na Europa, na virada do século XVI para o XVII, em um contexto de reformas protestantes e contrarreforma. Desta maneira, o barroco foi uma das manobras do Clero de reconquistar seus fiéis por meio da ostentação. Sendo assim, o barroco mineiro foi marcado principalmente pela referência a religiosidade.

Quem foi Aleijadinho?

Antônio Francisco Lisboa, apelidado de Aleijadinho, nasceu na cidade mineira de Vila Rica, atual Ouro Preto no ano de 1730. Aprendeu a esculpir ainda durante a infância, observando o trabalho de seu pai que esculpiu em madeira uma grande quantidade de imagens religiosas.
Na segunda metade do século XVIII, surgiram as primeiras construções em pedra e alvenaria em Minas. Foi também, nessa época, que Aleijadinho desenvolveu sua atividade de arquiteto e escultor.
Por ser mestiço, não lhe foi permitido assinar sua obra nem os livros de registro de pagamentos. Aleijadinho também ficou doente, não se sabe ao certo se foi Lepra ou sífilis, no entanto, a condição de saúde foi responsável por causar deformidades em suas mãos e pés, o que resultou no apelido.
Mesmo doente e sem receber os créditos de suas obras, Aleijadinho não abandonou sua arte, usando uma correia de couro para segurar o cinzel, o martelo e a régua. Aleijadinho faleceu em novembro de 1814 em sua cidade natal.

Quem foi Mestre Ataíde?

Mestre Ataíde foi um pintor brasileiro considerado um dos mais importantes artistas do barroco mineiro.
Manuel da Costa Ataíde nasceu em Mariana, Minas Gerais, no dia 18 de outubro de 1762. Sua arte compreende o douramento e encarnação de imagens, os trabalhos em talha, pintura sobre painéis, pinturas de forros de igrejas etc.
As obras de mestre Ataíde estão espalhadas por diversas cidades mineiras.
Junto com os pintores João Batista de Figueiredo, Antônio Martins da Silveira, entre outros, Ataíde formava a chamada Escola de Mariana. O mestre influenciou vários artistas, especialmente por seu método de elaboração da pintura de perspectivas das abóbadas dos templos religiosos, pela harmonia cromática de suas pinturas e pelo desenho altamente expressivo dos santos, anjos e virgens, que o tornou um dos mais importantes mestres de sua época.
Mestre Ataíde faleceu em Mariana, no dia 2 de fevereiro de 1830.

Gostou do conteúdo? Que tal dar uma olhadinha em outros assuntos?

Não se esqueça de nos seguir nas redes sociais para ficar por dentro de tudo!

Deixe um comentário