Durkheim: Entenda Todos os Conceitos de Socialização

Émile Durkheim foi um dos pensadores mais importantes da sociologia clássica. Era um filósofo sociólogo e psicólogo. Juntamente com Karl Marx e Max Weber formavam a tríade de estudiosos clássicos da sociologia.

É notório que na verdade quem criou o termo sociologia foi o autor Augusto Comte. Ele estabeleceu a Sociologia como uma necessidade científica. Porém, Durkheim tratou de formular as regras através de um método sociológico e realizou a emancipação da sociologia firmando a como a ciência autônoma.

Durkheim também foi o primeiro A ter uma cadeira na universidade com a disciplina sociologia. Neste artigo vamos fazer você refletir sobre o processo de socialização e suas características, além de expor ideias do famoso sociólogo francês Émile Durkheim, que tanto contribuiu para a sociologia como um todo e, se você ficar com dúvidas, é só deixar nos comentários.

Socialização através dos séculos

Você já parou para pensar como as sociedades modernas se desenvolveram? Quais foram as influências e como o processo de socialização ocorreu ao longo dos séculos?

  • Socialização primária e secundária
  • Conceito de que nenhum indivíduo escapa da socialização
  • A educação é uma socialização da jovem geração pela geração adulta
  • Evolução do indivíduo ainda criança através de conceitos morais

Para a sociedade moderna entender o processo de socialização é importante para construir sociedades em vários contextos sociais. Através da sociedade as pessoas podem interagir e se integrar, através da comunicação, enquanto a sociedade é construída.

Para o estudioso, a educação é uma socialização da jovem geração pela geração adulta. Com isso ele afirma que o processo de socialização é provocado através de uma rede de relações sociais entre as pessoas durante a vida.

Dessa forma desde criança as pessoas vão se socializando diante das normas valores e hábitos de um determinado grupo social em que vivem. Nesse contexto os seres humanos sociais sofrem influência de comportamentos.

Porém é importante dizer que os processos de socialização são diferentes conforme a sociedade em que o endivido está inserido independente de realidade ou classe social a socialização acontece de maneira muito diversa. Ela ocorre tanto em pessoas que moram em comunidades por exemplo até os mais altos níveis da sociedade.

Esse processo de socialização acontece desde cedo, seja na escola, na faculdade, emprego ou na igreja. Porém, alguns episódios afetam esse contexto de socialização, como espaço marcado pela guerra. Esse processo de socialização gera consequências positivas e acabou resultando no desenvolvimento dos indivíduos e da sociedade. Caso isso não seja ocorra indivíduos podem apresentar problemas como o isolamento social.

Deixe seu contato e embarque na jornada rumo ao sucesso. Juntos, vamos conquistar grandes resultados! Preencha o formulário agora e faça parte da equipe vencedora!

Contribuições para a sociologia

David Émile Durkheim (1858-1917) foi um importante sociólogo e filósofo francês clássico. Ele é considerado um dos pais fundadores da sociologia e o pai da sociologia francesa.

Durkheim nasceu de pai rabino, e presumiu-se que ele seguiria os passos de seu pai seguindo uma carreira religiosa, mas seus interesses se desenvolveram na rota filosófica. Após seu tempo na universidade, ele ensinaria filosofia.

Em termos de perspectiva, muitas das teorias de Durkheim se alinham com o funcionalismo. Os funcionalistas veem a sociedade sob uma luz positiva, acreditando que suas várias instituições sociais, por exemplo, educação,a mídia, e religião, são benéficos.

Durante sua vida, Durkheim ganhou certo nível de fama na França. Isso não apenas facilitou a divulgação de suas ideias, mas também permitiu que ele estabelecesse a sociologia como disciplina. Então, o que era a sociologia para Durkheim?

Processos de socialização de Durkheim

Através do avanço tecnológico e desenvolvimento dos meios de comunicação esse processo de socialização se alterou no decorrer do tempo. É perceptível que esses processos são diferentes da antiguidade e da atualidade. Neste artigo vamos conhecer os tipos de processos de socialização desenvolvidos por Durkheim que são socialização primária e secundária.

Socialização primária

Esse tipo de socialização ocorre na infância e se transforma no âmbito da família. É nesse momento que a criança tem o contato com a linguagem e compreende as primeiras relações sociais e os seres sociais em que elas estão inseridas. Segundo esse conceito é nesse momento em que as crianças internam valores e normas. Para elas a figura da família é bastante importante nesse momento como instituição social. Se quiser saber mais sobre a Socialização Primária, veja nosso artigo especial sobre o assunto.

Socialização secundária

Uma vez que o indivíduo já está socializado na infância e passa a interagir, ele desenvolve um papel social dentro da sociedade em que está inserido. Caso o processo de socialização na primeira infância tenha sido deficiente ele pode ter diversos problemas durante sua vida social, já que esse primeiro processo é essencial para construção do caráter pessoal.

Para Durkheim, nenhum indivíduo escapa da socialização. A visão do sociólogo, mesmo que a socialização pareça um processo forçado, é vista como o único caminho a ser seguido. Se quiser saber mais sobre a Socialização Secundária, veja nosso artigo especial sobre o assunto.

Durkheim e a educação

O autor afirma que o processo de socialização acontece de maneira educativa. É através desse processo que o ser humano se torna um ser social. Após muitas pesquisas, Durkheim foi o primeiro estudioso a revelar isso de maneira mais clara. Apesar de hoje existirem estudiosos que rebatem esse conceito, não é possível negar a contribuição que Durkheim deu à sociedade e suas interpretações como um todo.

Durkhein defendia a ideia de que a sociedade teria mais benefícios através da educação. “A educação é uma socialização da jovem geração pela geração adulta”, disse ele. O sociólogo ainda afirmava que o desenvolvimento da sociedade depende de um processo eficiente de educação.

A educação segundo durkheim
A educação segundo Durkheim

A chamada concepção durkheimiana, também designada de funcionalista, defendia que consciências individuais são maturadas pela sociedade. Ela é a oposição ao idealismo, que aborda a sociedade através do espírito ou da consciência do ser humano.

A visão de Durkhein é de que normas morais e princípios, sejam éticos, religiosos ou comportamentais é que fazem a construção desse ser social e que embassa o comportamento de um determinado indivíduo em sociedade. Para ele o homem é produto da sociedade.

O sociólogo não realizou métodos pedagógicos, porém, sua contribuição ajudou a entender o significado sobre o trabalho do professor, dando outra perspectiva. Ele retira a educação escolar do aspecto individualista, que é um conceito defendido pelo psicologismo idealista das filosóficas escolas alemãs de Hegel (1770-1831) e Kant (1724-1804).

Para Durkhein, a educação tem a finalidade de evoluir no indivíduo ainda criança processos morais e físicos que são impostos pela sociedade no seu contexto. Essas exigências estão ligadas à religião, ação política, desenvolvimento das ciências e normas e sanções e ao progresso da indústria.

Ele ainda defende que o indivíduo só poderá agir ao aprender e conhecer o processo histórico a qual pertence. O autor é apontado como mentor dos conceitos de uma educação pública republicana, caracterizada pelo Estado e laica, porém livre do clero romano.

Professor como autoridade

A sugestão de Durkheim é que a educação funcionasse através de normas. O professor estaria preparado e a criança pronta para receber o conhecimento.

Porém, a criança deveria reconhecer e exercitar a autoridade do professor. Devido a esse pensamento o sociólogo foi bastante criticado por pensadores da época como Pierre Bourdieu (1930-2002), que defendia a ideia de que a criança é capaz de terminar suas relações e juízos apenas sendo estimulada pelos seus educadores, sem qualquer tipo de força de autoridade sobre ela.

O padrão social da educação de Durkhein

Os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) foram uma grande aquisição para a educação do Brasil. Isso padronizou os conteúdos curriculares, segundo os educadores.

Para eles, esse aspecto tem bastante ligação com as ideias de Durkheim, que sugere os currículos para todos. Para o sociólogo esse documentos demonstram a necessidade da sociedade. De acordo com o autor, às unidades de ensino cabem pegar esses conceitos e aplicá-los aos estudantes.

Legado

Na última parte do século XX, os cientistas sociais criticaram quase tudo o que Durkheim defendia. Muitos argumentaram que ele entendeu mal o capitalismo e propôs “através da modernização das corporações medievais” uma solução impraticável para suas armadilhas. Muitos reclamaram que sua metodologia e insistência de que “o reino social é mais do que meramente a soma de seus membros individuais” era seriamente falha.

Outros argumentaram que ele falhou em compreender o grau em que as sociedades reais são motivadas por interesses conflitantes: no lugar de um consenso durkheimiano nobre, eles pintaram um quadro perturbador de facções e grupos de interesse competindo incessantemente por poder e influência. Outros ainda argumentaram que sua pesquisa empírica, embora sofisticada para a época, estava muito aquém da verdadeira ciência.

Para muitos defensores do livre mercado, o conceito de anomia não é viável, sendo seu ideal que todos desfrutem da maior liberdade possível por meio da minimização da regulação social das escolhas pessoais. Durkheim, ao contrário, argumentou que, na ausência de regulamentação, os desejos das pessoas sempre superariam sua capacidade de realizá-los.

Seu conservadorismo social incomoda os de esquerda, e sua crítica ao livre mercado não lhe renderia amigos à direita. No entanto, sua crítica não socialista ao capitalismo e sua crença sincera no potencial da humanidade para sustentar o valor da prosperidade mútua permanecem como características distintivas e valiosas de seu trabalho.

Durkheim não apenas fundou a escola francesa de sociologia , mas deixou para trás uma escola de pesquisadores brilhantes que desenvolveram o campo, muitas vezes em direções bem diferentes da abordagem original de Durkheim, testemunhando sua capacidade de encorajar e inspirar seus alunos a ir além dele em sua busca. de conhecimento.

Os alunos de Durkheim incluíam seu sobrinho, Marcel Mauss , que mais tarde presidiu o departamento de sociologia no College de France, influenciando outra geração de sociólogos eminentes, incluindo Claude Lévi-Strauss , que desenvolveu a escola de ” antropologia estrutural “.

A influência de Durkheim foi além da sociologia. Os alunos que estudavam filosofia , línguas , história e literatura eram obrigados a fazer seu curso de sociologia, e dizia-se que ele era um professor tão magistral que era preciso evitar sua aula para escapar de sua influência.

Assim, embora não tenha alcançado a transformação da sociedade pela qual lutou apaixonadamente, suas ideias sobre a sociedade e como ela é transformada permanecem fundamentais nas ciências sociais.

FAQ Rápido

Quem foi Émile Durkheim

Nascido na França no dia 15 de abril de 1858, sua família era tradicional de rabinos. Seus estudos aconteceram no Liceu Louis-Le-Grand e na Escola Normal Superior de Paris, todas instituições tradicionais.

Sua carreira de estudos envolveu direito e economia, filosofia, ciências da natureza, principalmente a Biologia de Herbert Spencer, pensador que marcou profundamente os seus estudos em relação aos modelos biológicos de aplicação sociológica, além da Psicologia, através do Laboratório de Psicologia Experimental, de Wilhelm Wundt.

Qual era a teoria de Émile Durkheim?

Durkheim acreditava que a sociedade exercia uma força poderosa sobre os indivíduos. As normas, crenças e valores das pessoas constituem uma consciência coletiva ou uma forma compartilhada de entender e se comportar no mundo. A consciência coletiva une os indivíduos e cria integração social.

O que é a teoria funcionalista de Durkheim?

O funcionalismo é um sistema de pensamento baseado nas ideias de Emile Durkheim que olha para a sociedade de uma perspectiva de grande escala. Examina as estruturas necessárias que compõem uma sociedade e como cada parte ajuda a manter a estabilidade da sociedade. De acordo com o funcionalismo, a sociedade caminha para um equilíbrio.

Qual é a teoria de Émile Durkheim e Karl Marx?

Émile Durkheim acreditava que, à medida que as sociedades avançam, elas fazem a transição da solidariedade mecânica para a orgânica. Para Karl Marx, a sociedade existe em termos de conflito de classes. Com a ascensão do capitalismo, os trabalhadores tornam-se alienados de si mesmos e dos outros na sociedade.

Fale conosco nos comentários e diga oque achou dessa matéria e aproveite para ler mais notícias e estudar, como por exemplo, sobre o Idealismo Alemão, no nosso site.

Deixe um comentário