O Pós Segunda Guerra: Política, Economia e a Sociedade

A Segunda Guerra Mundial foi um conflito global que durou de 1939 a 1945 e foi o maior evento militar de todos os tempos. Envolvendo a maioria das nações do mundo, incluindo todas as grandes potências. O Pós Segunda Guerra Mundial trouxe consequências ao mundo e como resultado de vários fatores, incluindo a crescente rivalidade entre as potências, o crescimento do militarismo e nacionalismo no Japão e na Alemanha, e a ascensão do fascismo na Itália.

O conflito teve profundas consequências para a política, economia, guerra e sociedade de todas as nações envolvidas, e mudou o curso da história mundial e foi responsável pela criação de organizações importantes mundialmente como a ONU e a OTAN.

Vamos falar um pouco sobre como a guerra mundial que deixou a Europa rachada mudou não só o mapa mas as relações entre os países. Se ficar com alguma dúvida, é só deixar um comentário.

A Segunda Guerra Mundial

Pós segunda guerra - antissemitismo, hitler, holocausto, nazismo, segunda guerra mundial - o pós segunda guerra: política, economia e a sociedade - conferencia de munique o que foi caracteristicas e sua relacao com hitler 2 - história, história geral
A Conferencia de Munique reuniu lideres da França, Inglaterra, Itália e Alemanha

A Segunda Guerra Mundial começou na Europa em setembro de 1939, após a invasão nazista da Polônia. Na primavera seguinte, a França foi rápida e inesperadamente derrotada. Naquele outono, o presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt, conquistou um terceiro mandato sem precedentes após declarar que os Estados Unidos permaneceriam neutros nas guerras europeias.

Referindo-se claramente aos horrores frequentemente lembrados da Primeira Guerra Mundial. reeleito no mês anterior, Roosevelt rompeu bruscamente com sua retórica anterior em seu discurso sobre o Arsenal da Democracia. O conflito envolveu mais de 100 milhões de soldados e civis de mais de 50 países, e resultou na morte de milhões de pessoas, incluindo cerca de 60 milhões de civis.

O conflito também foi marcado por vários avanços tecnológicos, com o uso de tanques, aviões e submarinos. Além disso, a Segunda Guerra Mundial foi marcada por atrocidades cometidas pelos regimes nazista e japonês, incluindo o Holocausto, o massacre de Nankin e o massacre de Katyn. Um ano depois do inicio da guerra, os Estados Unidos entrou formalmente na guerra como uma das Potências Aliadas após o bombardeio japonês de Pearl Harbor.

A batalha final da guerra na Europa foi travada em Berlim. O ataque foi realizado apenas pelos soviéticos e, logo após as tropas do Exército Vermelho entrarem no Parlamento alemão, Hitler e sua esposa cometeram suicídio no dia 30 de abril de 1945. O governo da Alemanha passou para Karl Dönitz, e os alemães se renderam oficialmente no dia 8 de maio de 1945.

Pós Segunda Guerra: Mudanças na Política

A Segunda Guerra Mundial mudou drasticamente a política mundial. A Alemanha, o Japão e a Itália foram derrotados e os governos fascistas foram derrubados, o que permitiu o estabelecimento de novos governos democráticos. O fim da guerra também viu o surgimento de duas novas superpotências, os Estados Unidos e a União Soviética. Estes dois países lideraram o mundo durante a Guerra Fria, que durou desde o final da Segunda Guerra Mundial até o colapso da União Soviética.

Mapa da união soviética
Mapa da União Soviética (fonte: Wikipédia)

Depois de 1945, o cenário político pré-guerra foi transformado na maioria dos países europeus. Novos agrupamentos políticos, como os democratas-cristãos, herdeiros dos antigos partidos católicos, surgiram ou consolidaram suas posições. Outros agrupamentos mais antigos, como os comunistas, saíram do conflito consideravelmente fortalecidos pelo papel que haviam desempenhado na resistência e pelo prestígio adquirido pela União Soviética.

O conceito de unidade europeia, considerado por muitos como um baluarte contra o retorno do nacionalismo, foi geralmente visto com simpatia. A Europa Ocidental também estava ciente de que os Estados Unidos e a URSS estavam estendendo sua influência às custas do velho continente e esperavam recuperar seu lugar no cenário internacional unindo os povos da Europa.

Além disso, a Segunda Guerra Mundial também foi responsável pelo estabelecimento de algumas das principais organizações internacionais, como a Organização das Nações Unidas (ONU), que foi criada para promover a paz e segurança internacionais. Outras organizações criadas durante a Segunda Guerra Mundial incluem a Organização Mundial do Comércio (OMC), o Banco Mundial e o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Reflexos na Economia

A Segunda Guerra Mundial teve um profundo impacto na economia global. Durante o conflito, as nações envolvidas gastaram enormes somas de dinheiro em armamentos, o que levou ao aumento dos preços e à inflação em todo o mundo. Além disso, a destruição causada pela guerra afetou a produção industrial e a agricultura, resultando em escassez de alimentos e produtos manufaturados principalmente nos países da Europa afetados pela guerra.

Mesmo durante a guerra, a produção norte-americana cresceu constantemente, já que os danos físicos causados ao país se limitaram ao Havaí e a algumas bases militares no exterior. Isso permitiu que os estado-unidenses se esforçassem e trabalhassem para fortalecer a indústria, em vez de se concentrar em reconstruir o que foi perdido. Por outro lado, muitos países da Europa sofreram grandes danos a edifícios e infraestruturas, de modo que o fim da guerra foi um período de reabilitação intensiva.

No entanto, o fim da guerra também marcou o início de um período de crescimento expansivo para a Europa e outras nações. Na segunda metade do século 20, os Estados Unidos, a Europa e o Japão experimentaram ganhos surpreendentes. Na verdade, o PIB per capita na Europa triplicou na segunda metade do século XX após a guerra. A América usou sua base pós-guerra para se tornar uma superpotência global.

O fim da guerra também trouxe mudanças significativas à economia mundial. A economia dos Estados Unidos, por exemplo, foi impulsionada pelo Plano Marshall, que foi criado para ajudar a reconstruir a Europa devastada pela guerra. O plano ajudou a financiar a reconstrução de infra-estrutura, ajudou a estabilizar as economias europeias e criou um mercado de exportação para os Estados Unidos.

Os Estados Unidos temiam que a pobreza, o desemprego e os deslocamentos do período pós-Segunda Guerra Mundial estivessem reforçando o apelo dos partidos comunistas aos eleitores da Europa Ocidental. Em 5 de junho de 1947, em discurso na Universidade de Harvard, o secretário de Estado, George C. Marshall apresentou a ideia de um programa europeu de autoajuda a ser financiado pelos Estados Unidos, dizendo:

A verdade é que as necessidades da Europa para os próximos três ou quatro anos de alimentos estrangeiros e outros produtos essenciais – principalmente da América – são muito maiores do que sua capacidade atual de pagar que ela deve ter ajuda adicional substancial ou enfrentar problemas econômicos, sociais e deterioração política de caráter gravíssimo.

Com base em um plano unificado para a reconstrução econômica da Europa Ocidental, apresentado por um comitê representando 16 países, o Congresso dos EUA autorizou o estabelecimento do Programa de Recuperação Europeia, que foi sancionado pelo presidente dos EUA. Harry S. Truman em 3 de abril de 1948. A ajuda foi originalmente oferecida a quase todos os países europeus, incluindo aqueles sob ocupação militar pela União Soviética. Os soviéticos logo se retiraram da participação no plano, no entanto, e logo foram seguidos pelas outras nações da Europa Oriental sob sua influência.

As Marcas na Sociedade

A Segunda Guerra Mundial teve um impacto profundo na sociedade mundial. O conflito resultou em grandes mudanças sociais, como o aumento da participação das mulheres na força de trabalho, a emancipação dos direitos civis e a expansão do movimento de direitos humanos.

Além disso, a Segunda Guerra Mundial também mudou a forma como as pessoas viam o mundo. O conflito aumentou a conscientização sobre as questões globais, como a pobreza, o desenvolvimento econômico e a segurança internacional. Esta conscientização levou à criação de várias organizações internacionais, como a ONU e a OMC, que têm trabalhado para promover a paz, o desenvolvimento econômico e os direitos humanos.

FAQ Rápido

Quem liderou a Segunda Guerra Mundial?

A Segunda Guerra Mundial foi liderada por várias potências, incluindo os Estados Unidos, a União Soviética, a Grã-Bretanha, a França, a Alemanha, o Japão e a Itália.

Quais foram os principais fatores que levaram à Segunda Guerra Mundial?

Os principais fatores que levaram à Segunda Guerra Mundial foram o crescimento do militarismo e nacionalismo no Japão e na Alemanha, a rivalidade entre as potências e a ascensão do fascismo na Itália.

Quais foram as principais consequências da Segunda Guerra Mundial?

As principais consequências da Segunda Guerra Mundial foram o estabelecimento de novos governos democráticos, o surgimento de duas novas superpotências, a criação de várias organizações internacionais, o aumento dos preços e da inflação, a destruição da produção industrial e da agricultura, o aumento da participação das mulheres na força de trabalho, a emancipação dos direitos civis e a conscientização sobre questões globais.

Quais foram as atrocidades cometidas durante a Segunda Guerra Mundial?

As principais atrocidades cometidas durante a Segunda Guerra Mundial foram o Holocausto, o massacre de Nankin e o massacre de Katyn.

Fale conosco nos comentários e diga oque achou dessa matéria e aproveite para ler mais notícias e estudar no nosso site.

Deixe um comentário