Qual a Diferença Entre Problema Sociológico e Problema Social

Você sabe a diferença entre problema sociológico e problema social? A Sociologia, um dos principais campos de estudo de Émile Durkheim, é a ciência que estuda as relações entre as pessoas que pertencem a uma comunidade ou aos diferentes grupos que formam a sociedade. É uma ciência que pertence ao grupo das ciências sociais e humanas.

Já os problemas sociais são causados quando algo em uma sociedade ou comunidade não funciona como deveria, impactando na qualidade de vida e crescimento daquela cidade, estado ou país. Fome, falta de dinheiro para atender as necessidades básicas de uma comunidade como saúde e educação estão relacionados a maior parte dos problemas sociais conhecidos.

Dessa forma, podemos diferenciar os problemas sociais dos problemas sociológicos de acordo com a origem da questão. Vamos falar sobre esses problemas sociais e sociológicos e, se você ficar com dúvidas, é só deixar nos comentários

Problema Social e Sociológico

Chamamos de problema social as condições ou fenômenos as quais, sob o ponto de vista de grupos que estão presentes dentro de uma sociedade organizada, não estão funcionando como deveriam funcionar.

Qual é a diferença entre problema sociológico e problema social
Qual é a diferença entre problema sociológico e problema social

Ou seja, a definição do que é um problema social vai sempre depender do cenário e das características individuais de cada uma dessas formações sociais, como período histórico, avaliação moral e ideológica, fenômeno em questão, promovendo a ideia de que tal fenômeno está sob uma anomalia no sistema.

Para que um fenômeno seja encarado e descrito como um problema social, é necessário que três condições estejam presentes:

  • Ocorrência de transformações dentro da sociedade que afetem diretamente a vida dos indivíduos, mesmo empregando efeitos diferentes nos diferentes grupos
  • Afete pelo menos uma parte da população, e que seja socialmente identificada com determinadas situações ou categorias sociais e que existam setores dessa sociedade que pretendam agir sobre o problema;
  • Institucionalização, interpretações oficiais, que o caracterizem como “problema”

Deixe seu contato e embarque na jornada rumo ao sucesso. Juntos, vamos conquistar grandes resultados! Preencha o formulário agora e faça parte da equipe vencedora!

Já os problemas sociológicos são problemas de cunho científico e abrange problemas com explicação teórica, sobre o que que acontece na vida social. O problema social se difere do que é um problema sociológico uma vez em que o segundo é caracterizado pelo questionamento de um investigador que teoriza sobre os processos de interação social, acerca dos modos de organização do sistema e dos fenômenos que dele nascem, e não se justapõe ao problema social.

Quais são os problemas sociais?

Os problemas sociais podem ser vistos em um único país ou afetar a sociedade global internacional. Eles podem afetar a sociedade ao prejudicar sua harmonia, estabilidade, segurança ou liberdade. A maioria dos problemas sociais são resultados da desigualdade social e suas implicações, por exemplo, a desigualdade socioeconômica leva à falta de moradia acessível e à falta de moradia.

Ao contrário das questões físicas ou problemas naturais, os problemas sociais estão relacionados a processos sociais e interações sociais . Por exemplo, embora a desnutrição possa parecer uma condição física, na verdade é um problema social resultante de guerra, conflito, pobreza ou abuso. Vamos ver alguns dos principais problemas sociais que acontecem na maior parte dos países do mundo:

Educação

O baixo investimento na educação resulta na escassez de escolas, lotação de salas de aulas e na falta de material nas instituições de ensino. Como consequência, a formação do aluno é muitas vezes falha ou o nível de aproveitamento é baixo.

Como a escola não está preparada para atender os estudantes, alguns não são acompanhados com a atenção adequada. Também existe ainda um alto número de crianças que precisam ajudar suas famílias trabalhando, e por isso, ingressam tardiamente na escola ou a abandonam. Sem escolaridade, não terão empregos ou conseguirão empregos mal qualificados, perpetuando o ciclo de pobreza.

Desemprego

Como uma consequência primária do problema anterior, estudos indicam que a baixa escolarização e a pouca qualificação profissional são os maiores obstáculos para a ocupação das vagas existentes no mercado de trabalho. Para os jovens, especialmente do ensino médio, esse tema é causa de preocupação.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2020, 27,1% dos jovens entre 18 a 24 anos, estão desempregados. Com a falta de emprego e sem a possibilidade de se manter, muitos desses jovens se veem forçados a cometer atos ilegais, o que um dos nossos próximos tópicos.

Moradia

Sem uma fonte de renda suficiente para atender as necessidades, a questão habitacional também se torna um problema. Segundo uma reportagem publicada pela UOL, o Brasil precisa de quase 8 milhões de casas para famílias desabrigadas.

Sem um lugar para morar, é comum que a alternativa se torne construir moradias precárias em terrenos abandonados ou morar em favelas.

Qual é a diferença entre problema sociológico e problema social
Problemas habitacionais

Ainda existem lares sem esgoto, água potável e luz elétrica. Há famílias que vivem em casas com um número de habitantes muito superior ao número de cômodos. Uma das consequências é a falta de privacidade e a propensão para o surgimento de doenças devido a falta de saneamento básico.

Saneamento básico

A falta de saneamento básico é uma realidade em muitas casas no Brasil.

Segundo os dados realizados pela Pesquisa Nacional de Saneamento Básico e do Suplemento de Saneamento da Pesquisa de Informações Básicas Municipais, em 2017, cerca de 39,7% dos municípios brasileiros não contavam com o serviço de esgoto sanitário.

Sem o recolhimento adequado das águas sujas e a garantia de receber água limpa encanada, as doenças proliferam. Neste caso, as disparidades regionais são evidentes. Enquanto na região Sudeste, 91% das casas estão ligadas à rede de esgoto, na região norte, apenas 7,1% dos lares contam com este serviço.

Saúde

O Sistema Único de Saúde (SUS), criado em 1988, tem como objetivo atender gratuitamente toda a população. Infelizmente, nem sempre isto é possível, e muitos hospitais se encontram lotados, sem equipamentos adequados e sem profissionais em número suficiente para atendê-los.

Para se fazer uma ideia, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda 4 leitos para cada mil nascidos vivos. No entanto, no sistema público brasileiro, esse número é de 1,5 leitos. Além disso, nem todas as cidades brasileiras dispõem de hospitais, o que agrava ainda mais este quadro.

Violência e Criminalidade

Uma das causas da criminalidade é a má distribuição de renda e à dificuldade ao acesso à escola. Sem ter iguais oportunidades de escolaridade, transporte e saúde, muitos jovens se veem cooptados para o mundo do crime.

Qual é a diferença entre problema sociológico e problema social
Violência é um problema social grave

Segundo o relatório da ONU, de 2019, no Brasil 1% da população concentra 28,3% da renda total do país. Por isso, encontramos pessoas que ganham altíssimos salários e outras que ganham muito pouco.

A solução seria promover a inclusão social dos jovens da periferia através da educação formal e a melhoria de instalações urbanas nos setores marginalizados.

Quais são os problemas sociológicos?

Problemas sociológicos são questões ou problemas de explicação teórica do que acontece na vida social, como por exemplo: o casamento, a família, a moda, as festas como o carnaval, o gosto pelo futebol, a religião, as relações de trabalho, a produção cultural, a violência urbana, as questões de gênero, desigualdade social, etc.

A violência urbana, por exemplo, pode ser considerada um problema sociológico, isso porque desperta o interesse dos sociólogos (estudiosos da sociologia) para desvendar os motivos de tal fenômeno social, mas ao mesmo tempo trata-se de um problema social, porque afeta toda a coletividade.

No entanto, caberia à Sociologia apenas explicá-la, e não necessariamente resolvê-la. Dessa forma, podemos dizer que todo problema social pode ser um problema sociológico, mas nem todo problema sociológico é um problema social.

FAQ – Perguntas Frequentes

O que são problemas sociais?

Chamamos de problema social as condições ou fenômenos as quais, sob o ponto de vista de grupos que estão presentes dentro de uma sociedade organizada, não estão funcionando como deveriam funcionar.

O que são problemas sociológicos?

O problema social se difere do que é um problema sociológico uma vez em que o segundo é caracterizado pelo questionamento de um investigador que teoriza sobre os processos de interação social, acerca dos modos de organização do sistema e dos fenômenos que dele nascem, e não se justapõe ao problema social.

O que é sociologia?

Sociologia é a ciência que estuda as relações entre as pessoas que pertencem a uma comunidade ou aos diferentes grupos que formam a sociedade. É uma ciência que pertence ao grupo das ciências sociais e humanas. Dessa forma, podemos diferenciar os problemas sociais dos problemas sociológicos de acordo com a origem da questão.

Todos problemas sociais são problemas sociológicos?

No entanto, caberia à Sociologia apenas explicá-la, e não necessariamente resolvê-la. Dessa forma, podemos dizer que todos os problemas sociais podem ser problemas sociológicos, mas nem todos os problemas sociológicos são problemas sociais.

Fale conosco nos comentários e diga oque achou dessa matéria e aproveite para ler mais notícias e estudar, como por exemplo, sobre o Idealismo Alemão, no nosso site.

Deixe um comentário