Como Fazer Redação Dissertativa Argumentativa e Tirar Nota Máxima no Enem

A redação do Enem 2023 é uma importante parte da prova do exame e uma ferramenta de comunicação que permite ao autor expressar suas ideias e opiniões de forma clara e precisa. A argumentação é um dos principais recursos para construir uma redação eficaz, pois permite ao autor organizar seus argumentos de forma lógica, com base em fatos e dados.

Não só isso, a redação é parte fundamental da nota de qualquer candidato do Enem, e também tem um enorme peso para quem quer arrumar uma bolsa de estudos no exterior com a nota do Enem 2023 (site oficial).

Então, além de fazer uma boa introdução da redação, é preciso também ter um bom desenvolvimento se quiser fazer uma redação nota mil. Então, vamos falar sobre como fazer uma Redação Dissertativa Argumentativa para você arrasar no dia do Enem e, se você ficar com dúvidas, é só deixar nos comentários.

O que é Argumentação?

Argumentação é o processo de apresentar argumentos lógicos para defender ou refutar uma tese. É usado como uma ferramenta para persuadir o leitor a aceitar ou rejeitar uma determinada ideia. A argumentação pode ser usada para defender um determinado ponto de vista, refutar um argumento oposto ou apresentar dados e fatos para apoiar uma determinada conclusão.

Aprendendo a argumentar bem

Quais são os principais recursos de argumentação? Existem vários recursos de argumentação que podem ser usados para construir uma redação convincente. Os principais recursos incluem:

  • Prova: Esta é a forma mais comum de argumentação. A prova é usada para apresentar fatos e dados para apoiar uma determinada conclusão.
  • Exemplo: Um exemplo é usado para ilustrar um determinado ponto. Pode ser usado para refutar um argumento ou para apoiar um determinado ponto de vista.
  • Análise lógica: Esta é uma ferramenta usada para analisar um determinado argumento. A análise lógica pode ser usada para refutar um argumento ou para apoiar um determinado ponto de vista.
  • Falácia: Uma falácia é um tipo de argumento lógico que é usado para refutar um determinado argumento.
  • Referência: Uma referência é usada para apoiar um determinado argumento. Pode ser usado para refutar um argumento ou para apoiar um determinado ponto de vista.

Deixe seu contato e embarque na jornada rumo ao sucesso. Juntos, vamos conquistar grandes resultados! Preencha o formulário agora e faça parte da equipe vencedora!

Como Fazer a Redação

Nesse tipo de redação, o autor deve expor sua opinião de maneira fundamentada, utilizando argumentos consistentes e exemplos relevantes. Além disso, é importante estruturar o texto de forma organizada, com introdução, desenvolvimento e conclusão.

A introdução deve apresentar o tema e a tese, ou seja, a posição que será defendida ao longo do texto. No desenvolvimento, os argumentos são apresentados, de preferência em parágrafos distintos, e cada um deles deve ser sustentado por evidências, dados, fatos ou citações. É fundamental estabelecer uma linha de raciocínio clara e coesa, conectando os argumentos e evitando contradições.

A conclusão deve reafirmar a tese e resumir os principais argumentos apresentados, de forma a reforçar a posição defendida. É possível também propor soluções, destacar a importância do tema ou fazer uma chamada para ação.

A redação argumentativa dissertativa exige um bom domínio da língua portuguesa, com uso correto da gramática e variedade vocabular. Além disso, é importante desenvolver a capacidade de argumentação e a habilidade de elaborar um texto claro, objetivo e persuasivo.

Como esboçar a redação em 4 etapas

As redações argumentativas devem ter uma estrutura direta para que sejam fáceis de serem seguidos pelos leitores. O objetivo de uma redação argumentativo é delinear claramente um ponto de vista, raciocínio e evidências. Um bom redação argumentativo deve seguir esta estrutura:

1. Parágrafo introdutório: O primeiro parágrafo da sua redação deve delinear o tópico, fornecer informações básicas necessárias para entender seu argumento, delinear as evidências que você apresentará e declarar sua tese.

2. A declaração de tese: Isso faz parte do seu primeiro parágrafo. É um resumo conciso de uma frase do seu ponto principal e reivindicação.

3. Parágrafos do corpo: Uma redação argumentativo típico compreende três ou mais parágrafos que explicam as razões pelas quais você defende sua tese. Cada parágrafo do corpo deve cobrir uma ideia ou evidência diferente e conter uma frase de tópico que explique de forma clara e concisa por que o leitor deve concordar com sua posição.

4. Respalde seus argumentos: Os parágrafos do corpo são onde você respalda suas reivindicações com exemplos, pesquisas, estatísticas, estudos e citações de texto. Aborde pontos de vista opostos e refute-os ou explique por que você discorda deles. Apresentar fatos e considerar um tópico de todos os ângulos adiciona credibilidade e ajudará você a ganhar a confiança do leitor.

5. Conclusão: Um parágrafo que reafirma sua tese e resume todos os argumentos apresentados nos parágrafos do corpo. Em vez de apresentar novos fatos ou mais argumentos, uma boa conclusão apelará para as emoções do leitor. Em alguns casos, os escritores usarão uma anedota pessoal explicando como o tópico os afeta pessoalmente.

Escrever uma declaração de tese

Sua declaração de tese tem apenas uma frase, mas é a parte mais importante de sua redação argumentativa. A tese aparece em seu parágrafo introdutório, resume sobre o que será sua redação argumentativa e prepara o leitor para o que está por vir. Estas etapas ajudarão você a expressar seu ponto de vista de forma clara e concisa:

1. Transforme o tópico em uma pergunta e responda: Defina uma grande pergunta no título de sua redação ou nas primeiras frases. Então, construa para responder a essa pergunta em sua declaração de tese. Por exemplo, em seu título ou introdução, você pode fazer a pergunta: “Qual é o melhor tipo de sanduíche?”

E então responda com sua declaração de tese: “O melhor tipo de sanduíche é manteiga de mortadela”. Esse método é eficaz porque perguntas intrigantes atraem os leitores e os incentivam a continuar lendo para encontrar a resposta.

Sanduíche
Argumentar da fome

2. Apresentar um argumento — e depois refutá-lo: Apresente uma ideia que contraste com sua crença e explique imediatamente por que você discorda dela. Por exemplo: “Embora algumas pessoas acreditem que os sanduíches de mortadela são muito simples, eles são sanduíches versáteis que você pode facilmente transformar em uma refeição gourmet.” Esse método é eficaz porque usa evidências e demonstra imediatamente sua credibilidade.

3. Descreva resumidamente seus pontos principais: Apresente seu ponto principal e explique como você o apoiará. Por exemplo: “Você pode transformar um sanduíche de mortadela em uma refeição gourmet usando pão artesanal, torrando o pão e adicionando coberturas adicionais como queijo”. Esse método é eficaz porque dá aos leitores uma ideia clara de tudo o que você discutirá em sua redação. Ele também serve como um roteiro para ajudar a mantê-lo organizado e no caminho certo.

5 tipos de alegações de argumento

Depois de decidir o que está argumentando e conhecer sua declaração de tese, considere como apresentará seu argumento. Existem cinco tipos de argumentos que podem orientar seu ensaio:

Fatose a afirmação é verdadeira ou falsa.
Definiçãoa definição do dicionário do que você está argumentando, mais sua própria interpretação pessoal disso.
Valora importância do que você está discutindo.
Causa e efeitoo que causa o problema em sua redação e quais efeitos ele tem.
Políticapor que o leitor deve se importar e o que deve fazer a respeito após a leitura.

3 tipos principais de argumentos e como usá-los

Existem três maneiras principais de estruturar uma redação argumentativa. Escolha um dos seguintes ou combine-os para escrever seu artigo persuasivo:

1. Clássico: Apresente o argumento principal, exponha sua opinião e faça o possível para convencer o leitor de que sua posição é a correta. Também chamada de aristotélica, essa é a estratégia mais popular para argumentar porque é a linha de pensamento mais simples de seguir. É eficaz quando seu público não tem muitas informações ou uma opinião forte sobre o assunto, pois descreve os fatos de forma clara e concisa.

2. Rogeriano: Apresente o problema, reconheça o lado oposto do argumento, exponha seu ponto de vista e explique por que o seu é o mais benéfico para o leitor. Esse tipo de argumento é eficaz para polarizar tópicos, pois reconhece os dois lados e apresenta o meio termo.

Stephen toulmin
Stephen Toulmin

3. Toulmin: Apresente sua reivindicação, apresente os fundamentos para respaldá-la e, em seguida, justifique que os fundamentos estão vinculados à reivindicação.

Esse tipo de argumento também é eficaz para polarizar tópicos, mas, em vez de apresentar os dois lados, ele apresenta apenas um, articulando-se particularmente com os fatos apresentados de uma forma que dificulta a contestação da alegação.

Como usar a Argumentação na Redação?

Os recursos de argumentação podem ser usados para construir uma redação convincente e eficaz. A chave é usar os recursos de forma lógica e coerente. O autor deve começar por definir sua tese e depois usar os recursos de argumentação para apoiar sua tese. O autor deve também refutar argumentos opostos e apresentar fatos e dados para apoiar sua conclusão.

A argumentação é um dos principais recursos usados para construir uma redação convincente. Os principais recursos de argumentação incluem prova, exemplo, análise lógica, falácia e referência. Estes recursos devem ser usados de forma lógica e coerente para construir uma redação convincente.

Exemplo de Redação Dissertativa Argumentativa

A redação do Enem desempenha um papel fundamental na avaliação dos estudantes e no processo de seleção para ingresso nas universidades. Ela vai além de uma simples prova de escrita, pois exige do candidato a capacidade de expressar ideias de forma clara, argumentativa e coerente.

Em primeiro lugar, a redação do Enem permite avaliar a competência linguística e a habilidade de comunicação escrita dos estudantes. Através desse exercício, é possível verificar se o candidato é capaz de articular ideias, utilizar corretamente a gramática e desenvolver uma argumentação sólida.

Além disso, a redação do Enem tem o objetivo de estimular a reflexão e o pensamento crítico dos participantes. Os temas abordados são sempre atuais e relevantes para a sociedade, o que possibilita aos candidatos refletirem sobre questões sociais, políticas, ambientais e culturais.

Por fim, a redação do Enem tem impacto direto na seleção dos estudantes pelas universidades. Muitas instituições utilizam a nota da redação como critério de desempate ou até mesmo como requisito eliminatório. Portanto, um bom desempenho na redação pode abrir portas e aumentar as chances de ingresso nas melhores instituições de ensino superior.

Diante desses aspectos, fica evidente a importância da redação do Enem como uma ferramenta de avaliação abrangente, que vai além do conhecimento técnico. Ela contribui para o desenvolvimento das habilidades de escrita, pensamento crítico e expressão de ideias, preparando os estudantes para os desafios acadêmicos e profissionais que enfrentarão no futuro.

FAQ Rápido

O que é argumentação?

Argumentação é o processo de apresentar argumentos lógicos para defender ou refutar uma tese. É usado como uma ferramenta para persuadir o leitor a aceitar ou rejeitar uma determinada ideia.

Como usar recursos de argumentação na redação?

Os recursos de argumentação devem ser usados de forma lógica e coerente para construir uma redação convincente. O autor deve começar por definir sua tese e depois usar os recursos de argumentação para apoiar sua tese.

Quais são as vantagens de usar recursos de argumentação na redação?

Usar recursos de argumentação na redação pode ajudar os autores a construir uma redação convincente e eficaz. Os recursos de argumentação permitem ao autor apresentar seus argumentos de forma lógica e organizada.


Quais são os principais erros a serem evitados ao usar recursos de argumentação?

Os principais erros a serem evitados ao usar recursos de argumentação incluem o uso de argumentos não lógicos ou não relevantes, o uso de argumentos com base em emoções ou preconceitos e o uso de argumentos com base em evidências insuficientes.

Fale conosco nos comentários e diga oque achou dessa matéria e aproveite para ler mais e estudar, sobre por exemplo, os assuntos que mais caem no Enem, no nosso site.

Deixe um comentário