Entenda o que é sinalização celular

A sinalização celular é a forma como as células se comunicam entre si. Essa comunicação é essencial para que essas estruturas saibam o momento ideal de realizar uma determina função.

Tome como exemplo um neurônio, ele propagará um impulso nervoso caso receba o estímulo de neurotransmissores. Dessa forma, o organismo trabalha de forma ordenada, e as células interagem entre si no momento correto.

Você também pode se interessar:

Células e moléculas envolvidas na sinalização celular

Células e moléculas envolvidas na sinalização celular
Células e moléculas envolvidas na sinalização celular

Para que o processo de sinalização celular ocorra, é necessária a existência de uma célula sinalizadora, ou seja, uma célula responsável por sintetizar e liberar as moléculas sinalizadoras. Outro fator essencial é a própria molécula sinalizadora, também chamada de ligante, a qual se ligará a sítios específicos, localizados na célula que receberá a sinalização. Esses ligantes podem ser substâncias de diferentes tipos, como aminas, esteroides e aminoácidos. A célula que receberá o ligante é denominada de célula-alvo e possui um receptor específico para o ligante que receberá.

O receptor, localizado nas células-alvo, pode ser interno ou, pode estar presente na superfície da membrana. Naquelas células em que o receptor é encontrado no interior, é necessário que o ligante entre na célula e combine-se com os receptores intracelulares. Já naquelas que apresentam receptores na membrana, a interação ocorre sem que o ligante penetre na célula.

Você também pode se interessar:

Etapas da sinalização celular

Etapas da sinalização celular
Etapas da sinalização celular

A sinalização celular pode ser explicada resumidamente em cinco passos básicos:

  1. Célula sinalizadora sintetiza e libera a molécula sinalizadora;
  2. Molécula sinalizadora segue até a célula-alvo;
  3. Célula-alvo reconhece a molécula por meio de receptores, que estão dentro ou na membrana da célula;
  4. Um sinal é emitido;
  5. Modificações no metabolismo celular promovem uma resposta da célula.

Tipos de sinalização celular

Tipos de sinalização celular
Tipos de sinalização celular

Analisando o tipo de célula secretora e o caminho percorrido pelo ligante até encontrar a célula-alvo, podemos identificar cinco tipos de sinalização:

  • Parácrina: A molécula sinalizadora será responsável por desencadear respostas em células-alvo próximas às células sinalizadoras.
  • Autócrina: As moléculas sinalizadoras desencadeiam respostas na própria célula que a liberou, ou seja, a célula sinalizadora é também a célula-alvo.
  • Endócrina: A molécula sinalizadora difunde-se pela corrente sanguínea, desencadeando resposta em células-alvo que podem estar em locais distantes da célula sinalizadora.
  • Sináptica: A molécula sinalizadora (neurotransmissor) é lançada nas sinapses (junções especializadas encontradas entre o neurônio e células-alvo) e desencadeia respostas na célula-alvo.
  • Neuroendócrina: Neurônios liberam moléculas sinalizadoras chamadas de neurormônios que encontrarão as células-alvo pela corrente sanguínea.

Fonte

FAQ – Perguntas frequentes

O que é a sinalização celular?

A sinalização celular é a forma como as células se comunicam entre si. Essa comunicação é essencial para que essas estruturas saibam o momento ideal de realizar uma determina função.

Como ocorre a sinalização celular?

Para que o processo de sinalização celular ocorra, é necessária a existência de uma célula sinalizadora, ou seja, uma célula responsável por sintetizar e liberar as moléculas sinalizadoras. Outro fator essencial é a própria molécula sinalizadora, também chamada de ligante, a qual se ligará a sítios específicos, localizados na célula que receberá a sinalização. Esses ligantes podem ser substâncias de diferentes tipos, como aminas, esteroides e aminoácidos. A célula que receberá o ligante é denominada de célula-alvo e possui um receptor específico para o ligante que receberá.
O receptor, localizado nas células-alvo, pode ser interno ou, pode estar presente na superfície da membrana. Naquelas células em que o receptor é encontrado no interior, é necessário que o ligante entre na célula e combine-se com os receptores intracelulares. Já naquelas que apresentam receptores na membrana, a interação ocorre sem que o ligante penetre na célula.

Quais são as etapas da sinalização celular?

Célula sinalizadora sintetiza e libera a molécula sinalizadora;
Molécula sinalizadora segue até a célula-alvo;
Célula-alvo reconhece a molécula por meio de receptores, que estão dentro ou na membrana da célula;
Um sinal é emitido;
Modificações no metabolismo celular promovem uma resposta da célula.

Quais os tipos de sinalização celular?

Parácrina: A molécula sinalizadora será responsável por desencadear respostas em células-alvo próximas às células sinalizadoras.
Autócrina: As moléculas sinalizadoras desencadeiam respostas na própria célula que a liberou, ou seja, a célula sinalizadora é também a célula-alvo.
Endócrina: A molécula sinalizadora difunde-se pela corrente sanguínea, desencadeando resposta em células-alvo que podem estar em locais distantes da célula sinalizadora.
Sináptica: A molécula sinalizadora (neurotransmissor) é lançada nas sinapses (junções especializadas encontradas entre o neurônio e células-alvo) e desencadeia respostas na célula-alvo.
Neuroendócrina: Neurônios liberam moléculas sinalizadoras chamadas de neurormônios que encontrarão as células-alvo pela corrente sanguínea.

Gostou do conteúdo? Que tal dar uma olhadinha em outros assuntos?

Não se esqueça de nos seguir nas redes sociais para ficar por dentro de tudo!

Deixe um comentário