Sociologia Brasileira: Entenda as Fases e Conheça 3 Sociólogos para Estudar

Apesar de ser bastante comum o hábito de “pegar emprestado” algumas teorias de sociólogos internacionais, o Brasil também é um grande produtor de teorias sociológicas baseadas em sua própria estrutura social que, nem sempre possuem correspondentes no exterior.

Como, apesar de parecidos, os problemas sociológicos do Brasil se distinguem de muitos de outros países, o nosso país se especializou em estudar e teorizar sobre os nossos costumes e problemas.

Podemos dizer que a sociologia brasileira pode ser dividida em três fases: Fase inicial (1880-1930), fase intermediária (1930 – 1940) e a fase atual (pós 1940). Dentre essas três fases, alguns teóricos se destacaram, sendo eles quem vamos abordar hoje.

Conheça aqui três sociólogos brasileiros para estudar sociologia brasileira: Gilberto Freyre, Sérgio Buarque de Holanda e Caio Prado Junior e, se você ficar com dúvidas, é só deixar nos comentários.

Fase Inicial (1880-1930)

Durante a fase inicial da sociologia brasileira, que compreende o período de 1880 a 1930, ocorreu um movimento de consolidação e estabelecimento da disciplina no país. Nessa época, a sociologia ainda era influenciada pelos pensadores europeus, especialmente os franceses, e buscava compreender a realidade social brasileira por meio de suas teorias.

Durante essa fase, os sociólogos brasileiros se concentraram em questões relacionadas à formação da sociedade brasileira, mistura racial, relações de poder, estratificação social, entre outros temas. Destaca-se a obra “Casa-Grande e Senzala” de Gilberto Freyre, publicada em 1933, que analisou a formação da sociedade brasileira a partir das relações entre senhores e escravos.

Os principais pensadores dessa fase foram Gilberto Freyre, Sérgio Buarque de Holanda e Florestan Fernandes, entre outros. Eles se inspiraram nas teorias sociológicas europeias, como o positivismo de Auguste Comte e a escola durkheimiana, mas adaptaram-nas ao contexto brasileiro.

Deixe seu contato e embarque na jornada rumo ao sucesso. Juntos, vamos conquistar grandes resultados! Preencha o formulário agora e faça parte da equipe vencedora!

Fase Intermediária (1930-1940)

A fase intermediária da sociologia brasileira ocorreu entre 1930 e 1940 e foi caracterizada por mudanças políticas e intelectuais significativas no país. Esse período foi marcado pelo surgimento de novas perspectivas teóricas e pela influência do pensamento marxista na sociologia brasileira.

Durante a Era Vargas, que começou em 1930 com a ascensão de Getúlio Vargas ao poder, ocorreram transformações políticas e sociais importantes no Brasil. Vargas implementou um projeto de modernização do país e fortaleceu a presença do Estado na economia e na sociedade. Essas mudanças tiveram reflexos na sociologia brasileira.

Nessa fase, sociólogos como Fernando de Azevedo, Alberto Guerreiro Ramos e Donald Pierson passaram a adotar uma perspectiva mais crítica e a incorporar elementos do pensamento marxista em suas análises. Surgiram estudos sobre classes sociais, conflitos e desigualdades, e a sociologia passou a se engajar em debates políticos e a buscar compreender as estruturas sociais e econômicas do país.

Fase Atual (Pós-1940)

A fase atual da sociologia brasileira refere-se ao período pós-1940 e é caracterizada por uma ampla diversidade teórica e temática. Nessa fase, a sociologia brasileira se consolidou como uma disciplina acadêmica e se expandiu em diferentes direções, influenciada por correntes teóricas internacionais e pelas particularidades do contexto brasileiro.

A sociologia brasileira é desenvolvida em várias instituições acadêmicas em todo o país. Universidades como a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e muitas outras possuem programas de sociologia reconhecidos e contribuem para a formação de sociólogos e para a produção de pesquisa nessa área.

A Escola Sociológica de São Paulo, na cidade de São Paulo, se tornou um importante centro para o desenvolvimento da sociologia brasileira. Sociólogos como Florestan Fernandes, Fernando Henrique Cardoso e Octavio Ianni emergiram nessa escola. Eles abordaram questões relacionadas à desigualdade social, classes sociais, industrialização e desenvolvimento. Essa escola teve uma influência significativa nas análises sociológicas sobre a realidade brasileira.

Escola Sociológica do Rio de Janeiro, paralelamente à escola paulista, o Rio de Janeiro também desempenhou um papel relevante no desenvolvimento da sociologia brasileira. Nessa escola, destaca-se a figura de Gilberto Freyre, autor de “Casa-Grande e Senzala”, que trouxe contribuições importantes para a compreensão das relações raciais e da formação da sociedade brasileira.

A sociologia brasileira atual abrange uma ampla gama de temas e abordagens. Alguns dos principais temas de pesquisa incluem desigualdade social, pobreza, movimentos sociais, relações raciais, gênero, violência, política, educação, religião e cultura. Além disso, há uma diversidade de abordagens teóricas utilizadas, como o marxismo, as teorias da dependência, o interacionismo simbólico, o estrutural-funcionalismo, entre outras correntes.

Sociólogos Brasileiros de Destaque

Os sociólogos brasileiros têm desempenhado um papel fundamental no estudo e na compreensão da sociedade brasileira. Eles têm contribuído para o desenvolvimento de teorias sociológicas e para a análise de questões sociais relevantes. Em geral, os sociólogos brasileiros abordam temas como problemas sociais, desigualdade, classes sociais, movimentos sociais, relações raciais, gênero, política, cultura, entre outros.

Eles utilizam uma variedade de abordagens teóricas, como o marxismo, o estruturalismo, o funcionalismo, o interacionismo simbólico e as teorias da dependência, adaptando essas perspectivas às especificidades do contexto brasileiro. Além disso, os sociólogos brasileiros buscam compreender as dinâmicas sociais, históricas e culturais que moldam a sociedade brasileira, levando em consideração suas particularidades e desafios.

Esses sociólogos são reconhecidos por suas pesquisas, publicações acadêmicas, participação em debates sociais e contribuições para a formulação de políticas públicas. Eles têm sido influentes no cenário acadêmico nacional e internacional, bem como na sociedade em geral, contribuindo para a compreensão dos problemas sociais e propondo soluções para promover uma sociedade mais justa e igualitária.

Gilberto Freyre

Gilberto Freyre foi um dos sociólogos brasileiros de maior destaque, sendo ele responsável por construir uma obra inteiramente dedicada à análise das relações sociais no período colonial brasileiro e, por sua vez, como essas relações contribuíram para a formação do povo brasileiro no século XX.

Freyre defendia uma teoria de que a miscigenação seria capaz de formar uma população “melhor e mais forte”, contrapondo do que pensavam as teorias etnocêntricas, higienistas e eugênicas dos antropólogos e intelectuais dos séculos XIX e XX.

Na época, era um pensamento comum que a sociedade de forma geral, deveria prezar por uma pureza racial, enquanto Freyre caminha na contramão disso dizendo que a miscigenação é um aspecto positivo. Se quiser saber mais, temos uma matéria completa sobre Gilberto Freyre no nosso site.

Gilberto freyre foi um dos sociólogos brasileiros de maior destaque
Gilberto Freyre foi um dos sociólogos brasileiros de maior destaque

Sérgio Buarque de Holanda

Sérgio buarque de holanda foi um dos principais sociólogos brasileiros
Sérgio Buarque de Holanda foi um dos principais sociólogos brasileiros

Sérgio Buarque de Holanda foi um historiador, escritor, sociólogo, jornalista e crítico literário brasileiro. O pensador contribuiu com o movimento modernista brasileiro, resultado da Semana de Arte Moderna de 1922, além de destacar-se como jornalista.

Sérgio foi correspondente de jornais brasileiros em Berlim, sendo responsável por transmitir as noticias internacionais para o Brasil, e atuou como professor universitário na Universidade Federal do Rio de Janeiro e a Universidade de São Paulo.

Se quiser saber mais sobre Sérgio Buarque de Holanda, veja o conteúdo especial sobre ele que temos no nosso site.

Caio Prado Junior

Caio Prado Júnior foi um escritor, historiador, político, sociólogo, economista, filósofo e editor de livros brasileiro. Considerado um dos principais pensadores sobre a formação da sociedade brasileira contemporânea. Formado em Direito e se dedicou a entender como o Brasil se tornou o país que era no século XX.

Caio prado junior foi um dos principais sociólogos brasileiros
Caio Prado Junior foi um dos sociólogos brasileiros mais influentes

Dono de uma vasta obra sociológica, econômica e historiográfica, o pensador atuou no meio político do país, sendo um dos articuladores da Revolução de 1930, foi livre-docente em Economia Política pela Universidade de São Paulo e fundou, junto a Arthur Neto, Maria José Dupré e Monteiro Lobato, a Editora Brasiliense. Se quiser saber mais sobre Caio Prado Junior, veja nosso conteúdo exclusivo sobre ele no site.

FAQ – Perguntas frequentes sociólogos brasileiros

O que é a sociologia brasileira?

Apesar de ser bastante comum o hábito de “pegar emprestado” algumas teorias internacionais, o Brasil também é um grande produtor de teorias sociológicas baseadas em sua própria estrutura social que, nem sempre possuem correspondentes no exterior.

Quais são os principais temas de pesquisa na sociologia brasileira?

Alguns temas de pesquisa comuns incluem desigualdade social, pobreza, movimentos sociais, relações raciais, gênero, política e cultura.

Como a sociologia brasileira contribui para a sociedade?

A sociologia brasileira contribui através de pesquisas, análises e propostas para a compreensão e enfrentamento de questões sociais relevantes no país.

Quais são as influências teóricas na sociologia brasileira?

As influências teóricas incluem o positivismo, o marxismo, o estruturalismo, o funcionalismo e as teorias da dependência.

Fale conosco nos comentários e diga oque achou dessa matéria e aproveite para ler mais notícias e estudar, como por exemplo, sobre a Ética e a Moral, no nosso site.

Deixe um comentário