Sociologia clássica: conheça os 3 principais sociólogos

Sociologia Clássica volta-se para entender os problemas que o homem enfrenta no dia-a-dia desde a criação da sociedade. Os principais pensadores da sociologia clássica são o alemão Karl Marx, o francês Émile Durkheim e e o também alemão Max Weber.

Princípio e Surgimento da Sociologia

A Sociologia é uma ciência social que surge em consequência dos ideais iluministas e da busca dos diferentes intelectuais em compreender a sociedade e suas dinâmicas, bem como solucionar seus problemas. Com o surgimento da Revolução Industrial e suas consequências, como a divisão do trabalho e o processo de urbanização, e ainda uma nova forma de existência humana, surge de fato o que conhecemos hoje como sociologia clássica.

Em diferentes países começaram a surgir a necessidade e o interesse de conhecer os novos problemas sociais e políticos, diferentes das dinâmicas feudais, partindo de um ponto de vista científico e especializado. Esse processo indicava o surgimento de um novo campo de conhecimento: a sociologia. Autores como Karl MarxFriedrich EngelsAlexis de Tocqueville, Le Play, Spencer, Max Weber e Émile Durkheim, se dedicaram a estudar os problemas da nova sociedade e economia que surgia na Europa.

Sociologia classica marx weber durkheim
A Primeira Revolução Industrial foi a transição para novos processos de manufatura no período entre 1760 e 1840.

O nome “Sociologia” foi criado pelo pensador Auguste Comte, que posteriormente foi considerado como o pai do positivismo. Comte, sendo um pensador francês, observou uma transformação da sociedade francesa, onde o sistema feudal baseado em uma sociedade militar e teocrática era substituída por um sistema capitalista em uma sociedade industrial e científica.

A sociologia francesa é a principal responsável pela institucionalização da disciplina, com Émile Durkheim ministrando sociologia em Bordéus em 1887. Assim sendo, foi na França o primeiro local em que a sociologia foi considerada como uma ciência completa e passou a fazer parte das disciplinas universitárias.

Você pode conferir o conteúdo de Durkheim de forma mais completa aqui.

Max Weber, o capitalismo e o protestantismo

Sociologia classica marx weber durkheim
Weber foi considerado um dos fundadores da Sociologia.

Na visão de Weber o capitalismo era o fruto de um ideal, promovendo uma espécie de racionalização do trabalho e do dinheiro, sendo sustentado pela prosperidade e pela capacidade cada vez maior de gerar dinheiro.

Para escrever “A ética protestante e o espírito do capitalismo”, elaborou a teoria que dizia que o capitalismo teria sido aprimorado com o protestantismo, em especial o calvinista (em nações como a Inglaterra e os Estados Unidos).

Weber enxergou a diferença de desenvolvimento econômico entre nações predominantemente protestantes que se tornaram as maiores potências econômicas (Alemanha, Inglaterra e Estados Unidos) e nações predominantemente católicas que não tiveram tanto crescimento econômico, como Espanha, Portugal e Itália.

Para a metodologia sociológica, formulou a teoria da ação social. Era necessário que o sociólogo/pesquisador fosse dotado de uma neutralidade axiológica, ser imparcial em relação ao seu objeto de estudo. Desta forma, o sociólogo deveria identificar as ações sociais dos sujeitos e classificá-las:

  • Ação social racional com relação a fins: é um tipo de ação pensada com o objetivo em atingir alguma finalidade
  • Ação social racional com relação a valores: pensada e calculada para atingir algum tipo de valor moral
  • Ação social tradicional: não é racional e nem calculada, consiste em agir de acordo com a tradição, respeitando o que a sociedade considera como o que deve ser feito
  • Ação social afetiva: irracional, motivada por sentimentos, como amor, paixão, medo

Na teoria da dominação, o pensador falava dos modos de poder existente, que são três:

  • A dominação legal: ocorre por meio das leis, por exemplo, o STF exerce uma dominação legal sob a sociedade brasileira
  • A dominação tradicional: baseada na tradição, por exemplo, em uma sociedade patriarcal, o homem mais velho da família exerce uma dominação tradicional
  • A dominação carismática: é exercida por lideranças carismáticas, que têm o dom de atrair o apoio das massas com seus discursos, dentre eles podemos citar Hitler, Getúlio Vargas e Stalin.

Karl Marx e a crítica ao capitalismo

Sociologia classica marx weber durkheim
O objetivo das teorias marxistas era de promover a queda total do capitalismo por meio de um Estado socialista forte e opressor contra a burguesia.

Marx desenvolveu uma obra extensa que reconhecia uma divisão de classes sociais e a exploração de uma classe privilegiada e detentora dos meios de produção sobre uma classe dominada, que mais tarde influenciaria a Queda do Império Russo e criação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. O conjunto de seus conceitos compõe o que foi nomeado como materialismo histórico e dialético.

Em uma de suas obras, “O Manifesto Comunista“, com coautoria de Engels, foi afirmado que a história de todas as sociedades até hoje existentes é a história das lutas de classes. Com base nisso, os pensadores estabelecem que diferentes classes sociais são transpassadas por relações de dominação e subordinação.

Dentro da teoria marxista, alguns conceitos se sobressaem, dentre eles podemos citar:

  • Mais-valia: a diferença entre o preço da matéria-prima e da produção de uma mercadoria e o preço do trabalho e o custo dos meios de produção da mesma mercadoria
  • Alienação: situação típica do capitalismo em que as pessoas são afastadas dos bens que elas mesmas produzem
  • Burguesia: classe detentora dos meios de produção, dominante
  • Proletariado: classe operária, explorada

Após definir os processos de dominação, Marx apresentou como solução ao problema da exploração a Revolução do Proletariado, que seria uma revolta da classe operária com consciência de classe, força e das injustiças sociais. Essa revolução seria responsável por derrubar o Estado e implantar uma ditadura do proletariado chamada de Socialismo, que teria como missão principal acabar com a propriedade privada e as diferenças entre as classes sociais, chegando então ao Comunismo, como este sendo a forma perfeita do Socialismo.

A Revolução do Proletariado na Prática

Revolução Russa de 1917 derrubou a monarquia russa e levou ao poder o Partido Bolchevique, de Vladimir Lênin que implantou o socialismo no país e fundou a URSS, potencia socialista que chegou ao fim em 1991.

Revolução Chinesa de 1949, foi o momento histórico em que os comunistas sob a liderança de Mao Tsé-tung proclamaram a República Popular da China e iniciaram as mudanças revolucionárias. A Revolução Chinesa foi o processo revolucionário responsável pela ascensão do Partido Comunista Chinês. A China vive sob regime socialista até os dias de hoje.

A Revolução Cubana foi um movimento armado e guerrilheiro que resultou na destituição do ditador Fulgencio Batista, em 1959 pelo Movimento 26 de Julho liderado pelo guerrilheiro revolucionário Fidel Castro. Até hoje Cuba vive sob regime socialista.

A Guerra das Coreias ocorreu ao fim da Segunda Guerra Mundial. Desde 1910, o território era ocupado pelos japoneses, que se renderam após a explosão das bombas atômicas. Com a derrota, a Coreia foi dividida em uma guerra entre socialistas e capitalistas, com ajuda das respectivas potências da época, URSS e EUA, para instalar um dos regimes. A Coreia do Sul e Coreia do Norte até hoje não enceraram o conflito, porém estão em trégua desde 1953. A Coreia do Norte vive até hoje sob regime socialista.

Guerra do Vietnã foi um conflito entre o Vietnã do Norte e o Vietnã do Sul, no período de 1959 a 1975. Esse conflito foi motivado por questões ideológicas, onde um lado do país desejava instalar o socialismo e o outro desejava manter-se capitalista.

Sociologia classica marx weber durkheim
A foice e o martelo se tornaram o símbolo do comunismo por representar a força dos trabalhadores do campo e cidade

FAQ – Perguntas frequentes

O que é sociologia clássica?

Sociologia Clássica volta-se para entender os problemas que o homem enfrenta no dia-a-dia desde a criação da sociedade. Os principais pensadores da sociologia clássica são o alemão Karl Marx, o francês Émile Durkheim e e o também alemão Max Weber.

Como surgiu a sociologia?

A Sociologia é uma ciência social que surge em consequência dos ideais iluministas e da busca dos diferentes intelectuais em compreender a sociedade e suas dinâmicas, bem como solucionar seus problemas. Com o surgimento da Revolução Industrial e suas consequências, como a divisão do trabalho e o processo de urbanização, e ainda uma nova forma de existência humana, surge de fato o que conhecemos hoje como sociologia clássica.
Em diferentes países começaram a surgir a necessidade e o interesse de conhecer os novos problemas sociais e políticos, diferentes das dinâmicas feudais, partindo de um ponto de vista científico e especializado. Esse processo indicava o surgimento de um novo campo de conhecimento: a sociologia. Autores como Karl MarxFriedrich EngelsAlexis de Tocqueville, Le Play, Spencer, Max Weber e Émile Durkheim, se dedicaram a estudar os problemas da nova sociedade e economia que surgia na Europa.

Qual a teoria de Weber?

Na visão de Weber o capitalismo era o fruto de um ideal, promovendo uma espécie de racionalização do trabalho e do dinheiro, sendo sustentado pela prosperidade e pela capacidade cada vez maior de gerar dinheiro.

Qual a teoria de Marx?

Marx desenvolveu uma obra extensa que reconhecia uma divisão de classes sociais e a exploração de uma classe privilegiada e detentora dos meios de produção sobre uma classe dominada, que mais tarde influenciaria a Queda do Império Russo e criação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. O conjunto de seus conceitos compõe o que foi nomeado como materialismo histórico e dialético.

Qual a teoria de Durkheim?

teoria durkheimiana estuda a função da instituição social, sua constituição e seu enfraquecimento, que o sociólogo chamará de “anomia”. A instituição social seria o conjunto de regras e artifícios uniformizados socialmente para conservar a organização do grupo e, por isso, são tradicionalistas por essência.

Se gostou do conteúdo, não deixe de compartilhar e nos seguir nas redes sociais.

Deixe um comentário