Entenda a teoria e vida de Sócrates (470/469 a.C.)

Um dos maiores nomes da Filosofia clássica, o pensador Sócrates é famoso por ter contribuído para os primeiros estudos da filosofia, sendo considerado, inclusive, patrono da filosofia ocidental.

A preocupação de Sócrates em era levar as pessoas, por meio do autoconhecimento, à sabedoria e à prática do bem. Sócrates considerava que o homem era como um composto de dois princípios, sendo eles a alma (ou espírito) e corpo.

Confira assuntos semelhantes aqui.

Sócrates é considerado o patrono da filosofia ocidental.
Sócrates é considerado o patrono da filosofia ocidental.

Quem foi Sócrates

Sócrates nasceu por volta de 470 e 469 a.C. na cidade grega Atenas.

Segundo os principais relatos e registros históricos, Sócrates levava uma vida simples. Participou ativamente da democracia da cidade de Atenas.

Um outro filosofo grego considerado um dos mais importantes da história foi discípulo de Sócrates: Platão. O filosofo tinha um pensamento ético, e por esse pensamento seu objetivo fundamental era o saber a respeito do homem, seu principal conceito era que o homem deve conhecer a si mesmo para entender o mundo e a vida, dizia que o homem que se conhece não comete erros.

Estatua grega representando sócrates
Estatua grega representando Sócrates

Pensamento socrático

Sócrates e os socráticos (seus discípulos) buscavam analisar as questões humanas, seus valores, verdades e fundamentos. Para estes, os homens precisavam conhecer a si mesmo para serem bons e entender ao mundo, uma vez em que a verdadeira descoberta estava no interior da alma humana, e não fora dela. Assim, o pensador criou sua célebre frase:

Só sei que nada sei

O pensador é considerado por alguns estudiosos como o primeiro a ter pensamentos humanistas. O desenvolvimento das reflexões socráticas eram feitos nas praças públicas de Atenas. Buscava conversar com jovens, especialmente com assuntos referentes sobre política e religião, a fim saber o que pensavam.

Conhecido principalmente por seus questionamentos, Sócrates apreciava formular perguntas para saber quem sabia o quê, uma vez que acreditava que, o dialogo levava ao conhecimento pleno.

Segundo o filósofo, não saber algo era positivo, pois assim seria possível caminhar em direção ao saber e, com isso, alcançar um conhecimento seguro. Ao admitir sua própria ignorância, poderia então conquistar mais saber.

Os especialistas atribuem a ele a criação de uma das mais importantes figuras de linguagem: a ironia. O filosofo estabeleceu um método ao se interrogar o interlocutor com uma série de perguntas até que surja uma contradição que invalide a suposição inicial. Para conseguir sair dessa indecisão, o interlocutor teria que praticar o exercício da maiêutica.

A maiêutica socrática tem como significado “dar à luz”, “dar parto”, “parir” o conhecimento. É um método que pressupõe que “a verdade está latente em todo ser humano, podendo aflorar aos poucos na medida em que se responde a uma série de perguntas simples, porém perspicazes.

Existe uma estátua de sócrates e uma de platão na entrada da academia de athenas devido a importância dos pensadores
Existe uma estátua de Sócrates e uma de Platão na entrada da Academia de Athenas devido a importância dos pensadores

Para alguns estudiosos, considera-se que o método socrático, tem como princípio construir o conhecimento em vez da mera transmissão de ideias, sendo este uma das melhores formas de ensino já concebidas.

Sócrates confiou seus estudos aos discípulos. Isso significa que o que realmente se sabe sobre ele é por meio dos seus alunos, entre os quais Platão, Xenofonte e Aristófanes.

O filósofo também foi acusado de ser contra a democracia, por estimular as pessoas a pensar, questionar as regras e desenvolver o lado intelectual. O Conselho dos Quinhentos, órgão político democrático ateniense, condenou Sócrates à morte por ele não ter acreditado nos deuses da cidade. Porém, ele poderia ter outra opção de pena. O pensador disse que preferia a morte do que desmerecer toda a sua capacidade filosófica.

Com isso, em 399 a.C., Sócrates optou por acabar com sua vida após ingerir um copo de cicuta (veneno), aos 70 anos.

Maiêutica e ironia socrática

A ironia socrática era, antes de tudo, o método de perguntar sobre uma coisa em discussão, de delimitar um conceito e, contradize-lo até que este seja refutado. Seu objetivo não era para constranger o seu interlocutor, mas antes para purificar seu pensamento, desfazendo ilusões.

Porém, desfazer essas ilusões exigia que o interlocutor abandonasse os seus pré-conceitos e a relatividade das opiniões alheias que coordenavam um modo de ver e agir e passasse a pensar, a refletir por si mesmo. Esse exercício ficou conhecido como maiêutica.

Assim, ironia maiêutica constituíam, por excelência, as principais formas de atuação do método dialético de Sócrates, desfazendo equívocos e deslindando nuances que permitiam a introspecção e a reflexão interna, proporcionando a criação de juízos cada vez mais fundamentados no lógos ou razão.

FAQ – Perguntas frequentes

Quem foi?

Um dos maiores nomes da Filosofia clássica, o pensador é famoso por ter contribuído para os primeiros estudos da filosofia, sendo considerado, inclusive, patrono da filosofia ocidental.

O que acreditava?

O filosofo tinha um pensamento ético, e por esse pensamento seu objetivo fundamental era o saber a respeito do homem, seu principal conceito era que o homem deve conhecer a si mesmo para entender o mundo e a vida, dizia que o homem que se conhece não comete erros.

Como que Sócrates acreditava que se alcançaria o conhecimento?

O filosofo estabeleceu um método ao se interrogar o interlocutor com uma série de perguntas até que surja uma contradição que invalide a suposição inicial. Para conseguir sair dessa indecisão, o interlocutor teria que praticar o exercício da maiêutica.

O que é a maiêutica?

A maiêutica socrática tem como significado “dar à luz”, “dar parto”, “parir” o conhecimento. É um método que pressupõe que “a verdade está latente em todo ser humano, podendo aflorar aos poucos na medida em que se responde a uma série de perguntas simples, porém perspicazes.

O que é a ironia socrática?

A ironia socrática consistia em perguntar sobre uma coisa em discussão, de delimitar um conceito e, contradize-lo até que este seja refutado. Seu objetivo não era para constranger o seu interlocutor, mas antes para purificar seu pensamento, desfazendo ilusões.

Porque Sócrates foi importante?

O pensador foi o primeiro dos três maiores representantes da filosofia grega. Para alguns estudiosos, considera-se que o método socrático, tem como princípio construir o conhecimento em vez da mera transmissão de ideias, sendo este uma das melhores formas de ensino já concebidas.

Se gostou do conteúdo, não se esqueça de compartilhar e nos seguir nas redes sociais.

Deixe um comentário