Tipos de Gráficos: Saiba O que São, Seus Elementos e Como Usar

Conhecer diferentes tipos de gráficos e como entender e usar é fundamental para qualquer um na vida acadêmica. Essa habilidade é útil nas questões não apenas de matéria exatas como Matemática, Química e Física, mas também em Biologia e Geografia, além de questões referentes a atualidades. Além disso os meios de comunicação costumam utilizar gráficos e tabelas para apresentar alguns dados e estatísticas.

Não é incomum, por exemplo que os textos de apoio em redações sejam acompanhados por gráficos, isso ocorre porque esses recursos possibilitam uma apresentação dos resultados de uma pesquisa que apresentam dados sobre uma população, como por exemplo, o Censo do IBGE. Desta forma, conhecer os diferentes tipos de gráficos e como entender e usar, é algo primordial. Vamos falar sobre os tipos de gráficos e, se você ficar com dúvidas, é só deixar nos comentários.

Tipos de gráficos e como entender e usar

Gráficos são uma tentativa de se expressar visualmente dados ou valores numéricos, podem ser aplicados de maneiras variadas, em busca de facilitar a compreensão do expectador. Existem vários tipos de gráficos, os mais utilizados costumam ser os de colunas, os de linhas e os circulares, mas não são os únicos. Os principais elementos em um gráfico são: números, título, fonte, nota e chamada.

Da mesma forma que os mapas indicam uma representação espacial de um determinado acontecimento ou lugar, os gráficos apontam uma dimensão estatística sobre um determinado fato. Interpretar corretamente os vários tipos de gráfico que podem ser disponibilizados em prova no formato de textos, notícias, entre outras situações, é necessário para compreender plenamente determinados fenômenos necessários para a execução do exercício em questão. Normalmente, os gráficos comparam informações qualitativas e quantitativas, podendo envolver também o tempo e o espaço. 

Os Principais Elementos de Um Gráfico

Independente do tipo de gráfico, eles apresentam uma série de elementos em comum que definem como são apresentados os valores e informações. Lembrando que a escolha dos elementos e do tipo de gráfico a ser utilizado dependerá do objetivo da representação visual e dos dados que serão apresentados. Os principais elementos de um gráfico são:

  1. Eixo X: Também conhecido como eixo horizontal, representa a variável independente ou de entrada, geralmente disposta na parte inferior do gráfico.
  2. Eixo Y: Também conhecido como eixo vertical, representa a variável dependente ou de saída, geralmente disposta na parte esquerda do gráfico.
  3. Título: O título é uma descrição breve e clara que ajuda a identificar o gráfico e seu propósito. Ele deve ser colocado na parte superior do gráfico.
  4. Legenda: A legenda é uma chave que descreve as informações apresentadas no gráfico, como as cores, símbolos ou linhas usados. Ela deve ser colocada próxima ao gráfico para facilitar a leitura.
  5. Escala: A escala é a medida usada nos eixos para representar a variação das variáveis ao longo do gráfico. Ela é geralmente ajustada automaticamente pelo software que cria o gráfico, mas também pode ser ajustada manualmente, se necessário.
  6. Linhas, pontos ou barras: São os elementos gráficos que representam os dados. Esses elementos podem ser linhas, pontos ou barras, dependendo do tipo de gráfico e do objetivo da representação.
  7. Marcadores: Os marcadores são pontos, linhas ou símbolos que ajudam a identificar pontos específicos do gráfico. Eles podem ser usados para destacar pontos importantes ou para tornar o gráfico mais fácil de ler.
  8. Grid: O grid é composto por linhas de grade que ajudam a orientar o leitor na leitura dos valores representados no gráfico. Ele pode ser útil para ler com precisão os valores dos pontos do gráfico.

Gráfico de barras

O gráfico de barras, também chamado de gráfico colunas, geralmente é utilizado para representar dados de uma tabela de frequências associadas a uma variável qualitativa. Nesse tipo de gráfico, cada barra representa a frequência ou a frequência relativa da respectiva opção da variável. Veja a seguir um exemplo de gráfico de barras:

No exemplo, vemos os indices de violência na cidade de Nova York referentes aos anos entre 2002 e 2012. A barra vermelha representando o número de roubos e a barra azul representando o número de homicídios.

Gráfico de barras representando indices de violência em nova york
Gráfico de barras representando índices de violência em Nova York

Gráfico de linhas

Gráfico de linhas representando o número de passageiros em aeroportos nos eua
Gráfico em linha

O gráfico de linhas, também chamado de gráfico de segmentos, geralmente é utilizado para representar a evolução dos valores de uma variável no decorrer do tempo. Confira o exemplo de um Gráfico de linhas representando o número de passageiros em aeroportos nos EUA

Nesse exemplo, podemos ver a linha rosa representando o ano de 2019 e a azul representando o ano de 2020, assim podemos ver a queda de passageiros em aeroportos nos Estados Unidos devido ao impacto da pandemia.

Gráfico de Setores/Pizza

O gráfico de setores, também chamado como “gráfico de pizza”, é utilizado para representar partes de um todo. É representado através de um círculo dividido em setores circulares, sendo as suas áreas diretamente proporcionais às frequências correspondentes.

Nesse exemplo podemos notar que o sabor da pizza é referente a a porcentagem em que ela é consumida. A pizza napolitana ocupa um setor de apenas 4% enquanto a de calabresa ocupa um setor de 30% e assim por diante.

Gráfico de setores representando quais os sabores de pizza mais pedidos no brasil
Gráfico de pizza

Gráfico histograma

Histograma representando a altura de estudantes de uma classe
Histograma

Histogramas são gráficos que representam as frequências absolutas e as relativas de dados agrupados em intervalos de classes, esse tipo de gráfico é composto de retângulos justapostos cujas bases são apoiadas em um eixo horizontal. É bastante semelhante ao gráfico de barras. Confira o exemplo de gráfico representando a altura de estudantes de uma classe.

Nesse exemplo são comparadas as alturas dos alunos em uma classe, cada intervalo de altura é representado por uma cor, e a extensão das barras representa a frequência, isto é, o número de alunos com determinada altura. Desta forma, alunos com altura entre 148 e 154 são apenas dois, enquanto alunos com 160 e 166, são 17.

Polígonos de frequências

Um polígono de frequências é uma outra forma gráfica de representar uma distribuição de dados agrupados em classes. Se constrói a parti do histograma, unindo os pontos médios de lados superiores dos diferentes retângulos do histograma. Observe o gráfico de polígono de frequência representando o número de consultas com determinado tempo de duração.

No exemplo podemos conferir o histograma em amarelo, representando a duração das consultas na horizontal e o número de consultas na vertical. A linha em vermelho representa o polígono de frequência.

Exemplo de polígono de frequência representando o número de consultas com determinado tempo de duração
Polígonos de frequências

Pictograma

A fim de tornar os gráficos mais atraentes, os meios de comunicação, como revistas, jornais, entre outros, costumam ilustrá-los com imagens relacionadas ao contexto do qual as informações fazem parte. Essa forma de representação é denominada pictograma ou gráfico pictórico. Nesse tipo de representação, assim como nos gráficos tradicionais, as dimensões das imagens devem ser proporcionais ao dados apresentados. Confira o exemplo representando a produção de leite no Brasil e seus estados.

Note que o que representa a produção de leite é o número de galões de leite, sendo que cada galão representa 1,5.

Pictograma representando a produção de leite no brasil e seus estados
Pictograma

Gráfico de Rede

Gráfico de rede
Gráfico de Rede

Um gráfico em rede é uma representação visual de dados que consiste em nós conectados por arestas. É amplamente utilizado em diversos campos, como na ciência da computação, análise de redes sociais, biologia, física e outros. Os nós representam entidades e as arestas representam relações entre essas entidades. Os gráficos podem ser direcionados ou não, e as arestas podem ter pesos que indicam a força da relação entre os nós. A análise de redes pode ser feita por meio da visualização dos gráficos e por meio de algoritmos que analisam a topologia da rede, identificam comunidades ou detectam padrões em sua estrutura.

FAQ Rápido

O que são gráficos?

Gráficos são uma tentativa de se expressar visualmente dados ou valores numéricos, podem ser aplicados de maneiras variadas, em busca de facilitar a compreensão do expectador.

Porque preciso entender gráficos?

Da mesma forma que os mapas indicam uma representação espacial de um determinado acontecimento ou lugar, os gráficos apontam uma dimensão estatística sobre um determinado fato.

Quais são os tipos de gráficos mais comuns?

Existem vários tipos de gráficos, os mais utilizados costumam ser os de colunas, os de linhas e os circulares, mas não são os únicos. Os principais elementos em um gráfico são: números, título, fonte, nota e chamada.

Por que é importante saber sobre gráficos?

Essa habilidade é útil nas questões não apenas de matéria exatas como Matemática, Química e Física, mas também em Biologia e Geografia, além de questões referentes a Atualidades. Além disso os meios de comunicação costumam utilizar gráficos e tabelas para apresentar alguns dados.

Onde devo usar gráficos?

Não é incomum, por exemplo que os textos de apoio em redações sejam acompanhados por gráficos, isso ocorre porque esses recursos possibilitam uma apresentação dos resultados de uma pesquisa e apresentam dados sobre a população estudada.

Qual a importância de interpretar gráficos?

Interpretar corretamente os vários tipos de gráfico que podem ser disponibilizados em prova no formato de textos, notícias, entre outras situações, é necessário para compreender plenamente determinados fenômenos necessários para a execução do exercício em questão.

Fale conosco nos comentários e diga oque achou dessa matéria e aproveite para ler mais notícias e estudar, como por exemplo, sobre Porcentagem, no nosso site.

Deixe um comentário