História da Arte: conheça 5 Vanguardas Europeias

Podemos definir como vanguardas europeias as diversas tendências e movimentos artísticos que floresceram no continente europeu no início do século XX e que acabaram por influenciar todo o mundo ocidental.

Nesse momento, a arte já não tinha mais sentido em ser usada apenas para retratar o mundo e pessoas como forma de registro, o avanço da tecnologia permitia representações muito mais consistentes e rápidas, então, os representantes da época, buscando fazer uma reformulação do que era considerado arte, romperam com todas as tradições anteriores, fazendo diversas experimentações com materiais e técnicas diversos, consolidando o caminho para o surgimento da chamada arte moderna. São elas:

  • Futurismo
  • Surrealismo
  • Cubismo
  • Expressionismo
  • Dadaísmo

O nome “Vanguarda” é derivado da mesma palavra que é usada para designar às tropas militares que vão à frente em um exército, àqueles que são os primeiros – metaforicamente também significa “pioneirismo”.

Roma Antiga: Entenda Monarquia, República E Império Romano (753 A.C. – 476)
Entenda O Que Foi O Iluminismo
Segunda Guerra Mundial: 1939 – 1945

Salvador dali foi um dos principais nomes das vanguardas europeias
Salvador Dali foi um dos principais nomes das Vanguardas Europeias

Contexto histórico

O início do século XX foi marcado por uma grandes mudanças na sociedade europeia. Acontecimentos como a Segunda Revolução Industrial foram responsáveis por popularizar grandes invenções, como a luz elétrica e o carro movido a gasolina, além da produção em larga escala de bens de consumo. Vale lembrar que, antes desse período, a arte, sobretudo a pintura, tinha caráter representativo, no entanto, nessa época, surgiram invenções inéditas como a maquina fotográfica e o filme.

As cidades cresciam, devido à uma industrialização acelerada, se transformando nos grandes centros que conhecemos hoje. Não obstante, as ciências tiveram um grande avanço com Einstein, que publicava sua teoria da relatividade, e Freud, que propunha uma análise dos processos mentais, o que desembocou no surgimento da psicanálise, entre outras descobertas.

Desta forma, a arte, precisava se modificar para ser capaz de apreender essa postura atual da modernidade. Já não fazia mais sentido usar da arte para registrar momentos e pessoas, até porque a fotografia já havia sido inventada e ganhava cada vez mais destaque. A arte precisava de um novo conceito.

O cinema foi um dos motivos para procurarem por essa reformulação artística
O cinema foi um dos motivos para procurarem por essa reformulação artística

Você também pode gostar de: História Da Arte: Arte Rupestre

Quais são as vanguardas europeias

Apesar de todas terem surgido mais ou menos na mesma época, cada uma das vanguardas possúi especificidades e características únicas, e por isso, se desenvolveram como um movimento próprio, cujo eixo em comum era a renovação estética.

Além disso, possuíam em comum o estreitamento entre as diversas formas de arte – escritores, escultores, pintores, músicos, arquitetos, poetas e até mesmo estilistas conviveram e produziram em conjunto nos movimentos de vanguarda, que têm, cada um, suas peculiaridades.

Chapéu de sapato criado pelo artista salvador dali e a estilista elsa schiaparelli
Chapéu de sapato criado pelo artista Salvador Dali e a estilista Elsa Schiaparelli

Expressionismo

Definido como a primeira vanguarda europeia. É um estilo que busca valorizar a arte primitiva e a gravura. Foram os primeiros a postular que a arte não deveria seguir uma representação mimética da realidade, algo em comum com todas as outras vanguardas. De acordo com os expressionistas, a arte deveria expressar a realidade subjetiva, que parte da percepção de cada um. Figuras deformadascores vibrantes e estética do grotesco são algumas de suas características.

Seus principais representantes são:

  • Edvard Munch
  • Fritz Bleyl
  • Erich Heckel
  • Ernst Ludwing Kirchner
  • Karl Schmidt-Rottluff
  • Max Pechstein
  • Emil Nolde
  • Otto Mueller
  • Anita Malfatti
  • Lasar Segall
  • Portinari
  • Oswaldo Goeldi
  • Iberê Camargo
"o grito" de edvard munch
“O Grito” de Edvard Munch

Futurismo

Essa vanguarda era influenciada principalmente pelo entusiasmo da modernização acelerada das cidades que se tornavam metrópoles. Desta forma, os futuristas cultuavam a velocidade, a máquina, as invenções, a ciência e o que o futuro guardava, glorificando o mundo moderno industrializado e propondo experimentos estéticos que refletiam essa aceleração e dinamismo.

Seus principais representantes são:

  • Umberto Boccioni
  • Carlo Carrà
  • Giacomo Balla
  • Gino Severini
  • Luigi Russolo
"forme ascenzionali" de gerardo dottori
“Forme ascenzionali” de Gerardo Dottori

Surrealismo

O surrealismo foi impulsionados pela teoria psicanalítica de Freud. Desta forma, os surrealistas propuseram uma arte que aborda o universo onírico e do inconsciente, abolindo as fronteiras entre o sonho e a realidade, entre a lucidez e o delírio.

O surrealismo proporcionou novas técnicas de composição artística, valorizando os processos não racionais do cérebro em oposição à objetividade cientificista, mecanicista e hiperlógica.

Seus principais representantes são:

  • Salvador Dalí
  • René Magritte
  • Frida Kahlo
  • Joan Miró
  • Marc Chagall
  • Pablo Picasso
"veado ferido" de frida kahlo
“Veado ferido” de Frida Kahlo

Cubismo

O cubismo por sua vez, buscava a ruptura com a tradição artística consolidada e em consonância com a nova realidade industrial, em que o tempo é mais acelerado.

Os cubistas tinham como principal característica o banimento da perspectiva plana e a geometrização das formas.

Seus principais representantes são:

  • Pablo Picasso
  • Juan Gris
  • Fernand Léger
  • Francis Picabia
  • Georges Braque
  • Tarsila do Amaral
  • Diego Rivera
Vanguardas europeias - arte, historia da arte, vanguardas europeias - história da arte: conheça 5 vanguardas europeias - 1563309194ic5d2e348a083eb og - história, história geral
“Guernica” – Pablo Picasso

Dadaísmo

Provavelmente a vanguarda mais indigesta para o público, os dadaístas foram bastante impactados pela catástrofe e matança generalizada da Primeira Guerra Mundial, que incutiu nos artistas um desprezo ainda maior pela cultura tradicional. 

Buscavam abolir as leis da lógica e tendo como lema “a destruição também é criação”, o dadaísmo foi, das artes de vanguarda, a que mais valorizou a ruptura, negando todos os valores vigentes, todas as regras e todas as tradições, propondo uma “antiarte”.

Seus principais representantes foram:

  • Hugo Ball
  • Hans Arp
  • Tristan Tzara
  • Marcel Duchamp
  • Francis Picabia
  • André Breton
  • Max Ernst
  • Hannah Höch
  • Raoul Hausmann
"fonte" de marcel duchamp
“Fonte” de Marcel Duchamp

FAQ – Perguntas Frequentes Vanguardas Europeias

O que são vanguardas europeias?

Podemos definir como vanguardas europeias as diversas tendências e movimentos artísticos que floresceram no continente europeu no início do século XX e que acabaram por influenciar todo o mundo ocidental.
Nesse momento, a arte já não tinha mais sentido em ser usada apenas para retratar o mundo e pessoas como forma de registro, o avanço da tecnologia permitia representações muito mais consistentes e rápidas, então, os representantes da época, buscando fazer uma reformulação do que era considerado arte, romperam com todas as tradições anteriores, fazendo diversas experimentações com materiais e técnicas diversos, consolidando o caminho para o surgimento da chamada arte moderna. São elas:
Futurismo
Surrealismo
Cubismo
Expressionismo
Dadaísmo

O que significa vanguarda?

O nome “Vanguarda” é derivado da mesma palavra que é usada para designar às tropas militares que vão à frente em um exército, àqueles que são os primeiros – metaforicamente também significa “pioneirismo”.

Em qual contexto surgiram as vanguardas europeias?

O início do século XX foi marcado por uma grandes mudanças na sociedade europeia. Acontecimentos como a Segunda Revolução Industrial foram responsáveis por popularizar grandes invenções, como a luz elétrica e o carro movido a gasolina, além da produção em larga escala de bens de consumo. Vale lembrar que, antes desse período, a arte, sobretudo a pintura, tinha caráter representativo, no entanto, nessa época, surgiram invenções inéditas como a maquina fotográfica e o filme.
As cidades cresciam, devido à uma industrialização acelerada, se transformando nos grandes centros que conhecemos hoje. Não obstante, as ciências tiveram um grande avanço com Einstein, que publicava sua teoria da relatividade, e Freud, que propunha uma análise dos processos mentais, o que desembocou no surgimento da psicanálise, entre outras descobertas.
Desta forma, a arte, precisava se modificar para ser capaz de apreender essa postura atual da modernidade. Já não fazia mais sentido usar da arte para registrar momentos e pessoas, até porque a fotografia já havia sido inventada e ganhava cada vez mais destaque. A arte precisava de um novo conceito.

O que é expressionismo?

Definido como a primeira vanguarda europeia. É um estilo que busca valorizar a arte primitiva e a gravura. Foram os primeiros a postular que a arte não deveria seguir uma representação mimética da realidade, algo em comum com todas as outras vanguardas. De acordo com os expressionistas, a arte deveria expressar a realidade subjetiva, que parte da percepção de cada um. Figuras deformadascores vibrantes e estética do grotesco são algumas de suas características.

O que é futurismo?

Essa vanguarda era influenciada principalmente pelo entusiasmo da modernização acelerada das cidades que se tornavam metrópoles. Desta forma, os futuristas cultuavam a velocidade, a máquina, as invenções, a ciência e o que o futuro guardava, glorificando o mundo moderno industrializado e propondo experimentos estéticos que refletiam essa aceleração e dinamismo.

O que é surrealismo?

O surrealismo foi impulsionados pela teoria psicanalítica de Freud. Desta forma, os surrealistas propuseram uma arte que aborda o universo onírico e do inconsciente, abolindo as fronteiras entre o sonho e a realidade, entre a lucidez e o delírio.
O surrealismo proporcionou novas técnicas de composição artística, valorizando os processos não racionais do cérebro em oposição à objetividade cientificista, mecanicista e hiperlógica.

O que é cubismo?

O cubismo por sua vez, buscava a ruptura com a tradição artística consolidada e em consonância com a nova realidade industrial, em que o tempo é mais acelerado.
Os cubistas tinham como principal característica o banimento da perspectiva plana e a geometrização das formas.

O que é dadaísmo?

Provavelmente a vanguarda mais indigesta para o público, os dadaístas foram bastante impactados pela catástrofe e matança generalizada da Primeira Guerra Mundial, que incutiu nos artistas um desprezo ainda maior pela cultura tradicional. 
Buscavam abolir as leis da lógica e tendo como lema “a destruição também é criação”, o dadaísmo foi, das artes de vanguarda, a que mais valorizou a ruptura, negando todos os valores vigentes, todas as regras e todas as tradições, propondo uma “antiarte”.

Quais os principais nomes das vanguardas?

Otto Mueller
Anita Malfatti
Lasar Segall
Portinari
Oswaldo Goeldi
Iberê Camargo
Umberto Boccioni
Carlo Carrà
Giacomo Balla
Gino Severini
Luigi Russolo
Salvador Dalí
René Magritte
Frida Kahlo
Joan Miró
Marc Chagall
Pablo Picasso
Pablo Picasso
Juan Gris
Fernand Léger
Francis Picabia
Georges Braque
Tarsila do Amaral
Diego Rivera
Marcel Duchamp
Francis Picabia
André Breton
Max Ernst
Hannah Höch
Raoul Hausmann

Gostou do conteúdo? Que tal dar uma olhadinha em outros assuntos?

Não se esqueça de nos seguir nas redes sociais para ficar por dentro de tudo!

Deixe um comentário