Quem foi Vladimir Lenin? Saiba Tudo sobre o Líder Comunista Russo

Vladimir Lenin foi o fundador do Partido Comunista Russo, líder da Revolução Bolchevique e arquiteto e primeiro chefe do estado soviético e uma figura fundamental para o entendimento da história e relações russas com o resto do mundo até os dias de hoje.

Vladimir Lenin, também foi a fonte póstuma do “leninismo” (página da Wikipédia), a doutrina codificada e conjugada com as obras de Marx pelos sucessores de Lenin para formar o marxismo-leninismo, que se tornou a cosmovisão comunista. Ele é considerado o maior líder e pensador revolucionário desde o filósofo e teórico político Karl Marx.

Uma informação importante: Independente de quem seja ou sua validade e aplicabilidade de suas ideias no contexto atual da sociedade, é sempre bom entender do que se trata antes de discutir o assunto. Aqui, pretendemos explicar o contexto histórico da vida desta personalidade e não se ele foi “bom ou ruim” para a sociedade. Não defendemos ou atacamos as ideias, assim como você, que está estudando deve se atentar na hora da prova a responder sobre o assunto e não colocar como resposta as suas próprias convicções ideológicas.

Fica o conselho: Na hora da prova escreva objetivamente do que se trata o assunto e deixe as opiniões para a redação, caso o tema seja pertinente. Vamos falar sobre essa importante figura histórica e, se você ficar com alguma dúvida, é só deixar aí nos comentários.

Primeiros anos de Vladimir Lenin

Amplamente considerado uma das figuras políticas mais influentes e controversas do século 20, Vladimir Lenin planejou a revolução bolchevique na Rússia em 1917 e mais tarde assumiu como o primeiro líder da recém-formada União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS).

Ele nasceu Vladimir Ilich Ulyanov em 22 de abril de 1870, em Simbirsk, Rússia, que mais tarde foi renomeado Ulyanovsk em sua homenagem. Em 1901, ele adotou o sobrenome Lenin enquanto fazia um trabalho clandestino no partido. Sua família era bem-educada e Lenin, o terceiro de seis filhos, era próximo de seus pais e irmãos.

A escola foi uma parte central da infância de Lenin. Seus pais, ambos educados e altamente cultos, invocaram uma paixão pelo aprendizado em seus filhos, especialmente em Vladimir. Leitor voraz, Lenin terminou em primeiro lugar na turma do ensino médio, mostrando um dom especial para latim e grego.

Mas nem tudo na vida foi fácil para Lenin e sua família. Duas situações, em particular, moldaram sua vida. A primeira veio quando Lenin era um menino e seu pai, um inspetor de escolas, foi ameaçado de aposentadoria precoce por um governo desconfiado e nervoso com a influência que a escola pública tinha na sociedade russa.

A situação mais significativa e trágica ocorreu em 1887, quando o irmão mais velho de Lenin, Aleksandr, um estudante universitário na época, foi preso e executado por fazer parte de um grupo que planejava assassinar o imperador Alexandre III. Com o pai já morto, Lenin tornou-se o homem da família. Mas, o envolvimento de Aleksandr na política de oposição não foi um incidente isolado na família de Lenin. Na verdade, todos os irmãos de Lenin teriam participado em algum grau de atividades revolucionárias.

Jovem Revolucionário

No ano da execução de seu irmão, Lenin se matriculou na Universidade de Kazan para estudar direito. Seu tempo lá foi interrompido, no entanto, quando, durante o primeiro ano, ele foi expulso por participar de uma manifestação estudantil. Exilado na propriedade de seu avô no vilarejo de Kokushkino, Lenin passou a residir com sua irmã Anna, a quem a polícia ordenou que morasse lá como resultado de suas próprias atividades suspeitas.

Lá, Lenin mergulhou em uma série de literatura radical, incluindo o romance “Que fazer?” por Nikolai Chernyshevsky, que conta a história de um personagem chamado Rakhmetov, que carrega uma devoção obstinada à política revolucionária. Lenin também absorveu a escrita de Karl Marx, o filósofo alemão cujo famoso livro “Das Kapital” teria um enorme impacto no pensamento de Lenin. Em janeiro de 1889, Lenin declarou-se marxista.

Eventualmente, Lenin recebeu seu diploma de direito, terminando seus trabalhos escolares em 1892. Ele se mudou para a cidade de Samara, onde sua base de clientes era composta em grande parte por camponeses russos. Suas lutas contra o que Lenin via como um sistema jurídico com preconceito de classe apenas reforçava suas crenças marxistas.

Com o tempo, Lenin concentrou mais energia na política revolucionária. Ele deixou Samara em meados da década de 1890 para uma nova vida em São Petersburgo, a capital russa na época. Lá, Lenin se conectou com outros marxistas de mentalidade semelhante e começou a assumir um papel cada vez mais ativo em suas atividades. Suas ações não passaram despercebidas e, em dezembro de 1895, Lenin e vários outros líderes marxistas foram presos. Lenin foi exilado na Sibéria por três anos. Sua noiva e futura esposa, Nadezhda Krupskaya, juntou-se a ele.

Lenin - comunismo, enem, história, rússia, união soviética, vladimir lenin - quem foi vladimir lenin? Saiba tudo sobre o líder comunista russo - imagem 2022 12 07 143256060 - história, história geral
Lenin (sentado no centro) com outros membros da Liga de Luta pela Emancipação da Classe Operaria, em 1897 (Fonte: Marxists.org)

Após sua libertação do exílio e depois uma passagem por Munique, onde Lenin e outros co-fundaram um jornal, o “Iskra”, para unificar os marxistas russos e europeus, ele retornou a São Petersburgo e intensificou seu papel de liderança no movimento revolucionário. No Segundo Congresso do Partido Trabalhista Social-Democrata Russo em 1903, um enérgico Lenin defendeu uma comunidade de liderança partidária simplificada, que lideraria uma rede de organizações partidárias inferiores e seus trabalhadores. “Dê-nos uma organização de revolucionários”, disse Lenin, “e nós derrubaremos a Rússia!”

A Revolução de 1905 e a Primeira Guerra Mundial

O apelo de Lenin logo foi apoiado por outros e, em 1904, a Rússia entrou em guerra com o Japão. O conflito teve um impacto profundo na sociedade russa. Depois que uma série de derrotas sobrecarregaram o orçamento doméstico do país, cidadãos de todas as esferas da vida começaram a expressar seu descontentamento com a estrutura política do país e pediram reformas.

A situação piorou em 9 de janeiro de 1905, quando um grupo de trabalhadores desarmados em São Petersburgo levou suas preocupações diretamente ao palácio da cidade para apresentar uma petição ao imperador Nicolau II. Eles foram recebidos pelas forças de segurança, que atiraram contra o grupo, matando e ferindo centenas. A crise preparou o terreno para o que seria chamado de Revolução Russa (ou Revolução Bolchevique) de 1905.

Na esperança de aplacar seus cidadãos, o imperador emitiu seu Manifesto de outubro, oferecendo várias concessões políticas, principalmente a criação de uma assembleia legislativa eleita, conhecida como Duma. Mas Lenin estava longe de estar satisfeito. Suas frustrações se estendiam a seus companheiros marxistas, em particular ao grupo que se autodenominava mencheviques, liderado por Julius Martov. As questões giravam em torno da estrutura partidária e das forças motrizes de uma revolução para assumir totalmente o controle da Rússia.

Enquanto seus camaradas acreditavam que o poder deveria residir com a burguesia, Lenin desconfiava veementemente desse segmento da população. Em vez disso, ele argumentou, uma revolução real e completa, que poderia levar à Revolução Socialista que poderia se espalhar para fora da Rússia, deve ser liderada pelos trabalhadores, o proletariado do país.

Do ponto de vista dos mencheviques, no entanto, as ideias de Lenin realmente abriram o caminho para uma ditadura de um homem só sobre o povo que ele afirmava querer fortalecer. Os dois grupos brigavam desde o Segundo Congresso do partido, que deu ao grupo de Lenin, conhecido como bolcheviques, uma pequena maioria. A luta continuaria até uma conferência partidária de 1912 em Praga, quando Lenin se separou formalmente para criar uma entidade separada.

Durante a Primeira Guerra Mundial, Lenin foi para o exílio novamente, desta vez fixando residência na Suíça. Como sempre, sua mente manteve o foco na política revolucionária. Nesse período, escreveu e publicou “Imperialismo: Fase Superior do Capitalismo” (1916), obra que definiu o futuro líder, na qual argumentava que a guerra era o resultado natural do capitalismo internacional.

Líder Russo

Em 1917, uma Rússia cansada, faminta e cansada da guerra depôs os czares. Lenin voltou rapidamente para casa e, talvez sentindo seu próprio caminho para o poder, rapidamente denunciou o recém-formado Governo Provisório do país, reunido por um grupo de líderes dos partidos liberais burgueses. Em vez disso, Lenin pediu um governo soviético, que seria governado diretamente por soldados, camponeses e trabalhadores.

No final de 1917, Lenin liderou o que logo seria conhecido como a Revolução de Outubro, mas foi essencialmente um golpe de estado. Seguiram-se três anos de guerra civil. O governo soviético liderado por Lenin enfrentou adversidades incríveis. As forças anti-soviéticas lideradas principalmente por ex-generais czaristas e almirantes lutaram desesperadamente para derrubar o regime vermelho de Lenin. Eles foram ajudados pelos Aliados da Primeira Guerra Mundial, que forneceram dinheiro e tropas ao grupo.

Determinado a vencer a qualquer custo, Lenin mostrou-se implacável em seu esforço para garantir o poder. Ele lançou o que veio a ser conhecido como o Terror Vermelho, uma campanha cruel que Lenin usou para eliminar a oposição dentro da população civil. Em agosto de 1918, Lenin escapou por pouco de uma tentativa de assassinato, quando foi gravemente ferido por um par de balas de um oponente político. Sua recuperação apenas reforçou sua presença era maior que a vida entre seus compatriotas, embora sua saúde nunca tenha sido a mesma.

Apesar da amplitude da oposição, Lenin saiu vitorioso. Mas o tipo de país que ele esperava liderar nunca se concretizou. Sua derrota de uma oposição que desejava manter a Rússia amarrada ao sistema capitalista da Europa, marcou o início de uma era de recuo internacional para o governo liderado por Lenin. A Rússia, como ele a via, estaria isenta de conflitos de classe e das guerras internacionais que ela fomentou.

Em março de 1918, os bolcheviques se renomearam como Partido Comunista Russo (bolchevique). Naquele verão, ex-oficiais do exército imperial, bem como figuras políticas que haviam sido depostas na tomada do poder pelos bolcheviques, começaram a formar exércitos antibolcheviques no sul da Rússia e na Sibéria. Chamados de Exércitos Brancos, esses grupos se opuseram fortemente ao Tratado de Brest-Litovsk e à tomada antidemocrática do poder pelo Partido Bolchevique.

Os brancos foram apoiados pelos Aliados da Primeira Guerra Mundial, que acreditavam que sua vitória sobre a Alemanha dependia da volta da Rússia à causa aliada. Enquanto isso, o governo soviético começou a organizar sua própria força militar, o Exército Vermelho, sob a direção do antigo associado de Lenin, Leon Trotsky.

Assinatura do tratado de brest-litovski
Assinatura do Tratado de Brest-Litovski (Fonte: Wikipédia)

Em 3 de março, foi assinado o Tratado de Brest-Litovski. O tratado resultou em perdas territoriais maciças à Rússia, com 26% da população do antigo Império, 37% de sua área de colheita agrícola, 28% de sua indústria, 26% de suas ferrovias e três quartos de seus depósitos de carvão e ferro transferidos ao controle alemão. Por consequência, o Tratado foi profundamente impopular em todo o espectro político da Rússia, e vários bolcheviques e esquerdistas socialistas revolucionários renunciaram ao Sovnarkom em protesto.

Após o Tratado, o Sovnarkom se concentrou em tentar fomentar a revolução proletária na Alemanha, emitindo uma série de publicações antiguerra e antigovernamentais no país; o governo alemão retaliou ao expulsar os diplomatas russos. Em novembro de 1918, o imperador alemão Guilherme II renunciou e a nova administração do país assinou um armistício com os aliados. Como resultado, o Sovnarkom considerou o Tratado de Brest-Litovsk como vazio.

O governo também introduziu uma série de políticas econômicas em um esforço para colocar em prática os princípios socialistas e responder às necessidades econômicas prementes da Rússia. Como parte desse programa, que ficou conhecido como Comunismo de Guerra, o governo começou a confiscar à força grãos e outros produtos alimentícios do campesinato, a fim de aumentar o fornecimento de alimentos às tropas do exército e aos trabalhadores das cidades. Nas áreas urbanas, as fábricas foram nacionalizadas e os trabalhadores submetidos a uma disciplina rígida.

Enquanto enfrentava a guerra civil e a turbulência econômica em casa, Lenin também voltou sua atenção para a arena internacional. Em março de 1919, ele organizou a Terceira Internacional, popularmente conhecida como Internacional Comunista, ou Comintern, para promover a revolução mundial de acordo com o modelo comunista russo. O Comintern inicialmente se concentrou na Europa como o centro da futura revolução. No entanto, quando uma revolta européia não se materializou, o Comintern mudou sua atenção para a Ásia, onde apoiou a causa dos povos coloniais que lutavam contra o imperialismo europeu.

A Rússia que ele presidia estava se recuperando da sangrenta guerra civil que ele ajudou a instigar. A fome e a pobreza moldaram grande parte da sociedade. Em 1921, Lenin agora enfrentava o mesmo tipo de levante camponês que o ajudou a chegar ao poder. Greves generalizadas nas cidades e nas áreas rurais do país eclodiram, ameaçando a estabilidade do governo de Lenin. Para aliviar a tensão, Lenin introduziu a Nova Política Econômica, que permitia aos trabalhadores vender seus grãos no mercado aberto.

Anos Posteriores e Morte

Lenin sofreu um derrame em maio de 1922 e outro em dezembro daquele ano. Com sua saúde em evidente declínio, Lenin voltou seus pensamentos para como a recém-formada URSS seria governada depois que ele partisse.

Cada vez mais, ele via um partido e um governo que se afastavam de seus objetivos revolucionários. No início de 1923, ele publicou o que veio a ser chamado de seu Testamento, no qual um Lênin arrependido expressava remorso pelo poder ditatorial que dominava o governo soviético. Ele ficou particularmente desapontado com Joseph Stalin, o secretário-geral do Partido Comunista, que havia começado a acumular grande poder.

Em 10 de março de 1923, a saúde de Lenin sofreu outro golpe severo quando ele sofreu um novo derrame, este tirando sua capacidade de falar e concluindo seu trabalho político. Quase 10 meses depois, em 21 de janeiro de 1924, ele faleceu na aldeia hoje conhecida como Gorki Leninskiye. Como prova de sua posição na sociedade russa, seu cadáver foi embalsamado e colocado em um mausoléu na Praça Vermelha de Moscou.

Por causa do papel único de Lenin na criação do primeiro estado comunista, e apesar de seu desejo expresso pouco antes de sua morte de que nenhum memorial fosse criado para ele, seu caráter foi elevado ao longo do tempo. Na década de 1980, todas as grandes cidades da União Soviética tinham uma estátua de Lenin em sua praça central, seja uma rua Lenin ou uma Praça Lenin, e frequentemente 20 ou mais estátuas e bustos menores em todo o seu território.

Fazendas coletivas, medalhas, híbridos de trigo e até um asteróide receberam seu nome. As crianças aprenderam histórias sobre o “vovô Lenin” enquanto ainda estavam no jardim de infância. Argumenta-se que um sistema que nega a Deus e a existência do reino espiritual pode ter precisado compensar isso elevando um homem ao status de deus.

Desde a queda da União Soviética, o nível de reverência a Lenin nas repúblicas pós-soviéticas diminuiu, mas ele ainda é considerado uma figura importante pelas gerações que cresceram durante o período soviético. A maioria das estátuas de Lenin foram derrubadas na Europa Oriental, mas muitas ainda permanecem na Rússia. A cidade de Leningrado voltou ao seu nome original, São Petersburgo, mas o Oblast de Leningrado ao redor ainda carrega seu nome. Os cidadãos de Ulyanovsk, cidade natal de Lenin, resistiram até agora a todas as tentativas de reverter seu nome para Simbirsk.

FAQ Rápido

Quem foi Vladimir Lenin?

Ele serviu como o primeiro e fundador chefe de governo da Rússia Soviética de 1917 a 1924 e da União Soviética de 1922 a 1924. Sob sua administração, a Rússia, e mais tarde a União Soviética, tornou-se um estado socialista de partido único governado pelo Partido Comunista. Partido.

Como Vladimir Lenin mudou a Rússia?

Governando por decreto, o Sovnarkom de Lenin introduziu amplas reformas, confiscando terras para redistribuição entre as nações não russas que permitiam que se declarassem independentes, melhorando os direitos trabalhistas e aumentando o acesso à educação.

Como Lenin melhorou a economia da Rússia?

Lenin entendeu que as condições econômicas eram terríveis, então ele abriu os mercados para um maior grau de livre comércio, esperando motivar a população a aumentar a produção.

Por que Lenin não gostava de Stalin?

Lenin sentiu que Stalin tinha mais poder do que poderia controlar e poderia ser perigoso se fosse o sucessor de Lenin.

O que Lenin defendia e o que ele queria?

Lenin defendeu a derrota russa na Primeira Guerra Mundial, argumentando que isso aceleraria a revolução política que ele desejava. Foi nessa época que ele escreveu e publicou Imperialism, The Higher Stage of Capitalism (1916), no qual argumentava que a guerra era o resultado natural do capitalismo internacional.

O que prega o leninismo em termos simples?

O leninismo é uma maneira de pensar sobre como o partido comunista deve ser organizado. Diz que deveria ser uma ditadura do proletariado (a classe trabalhadora detém o poder). Pensa-se que seja um dos primeiros passos para o socialismo (onde os trabalhadores são donos das fábricas, etc.).

O que é a “Teoria de Abril” de Lenin?

A “Teoria de Abril”, em russo Aprelskiye Tezisy, na história da Rússia, foi programa desenvolvido por Lenin durante a Revolução Russa de 1917, pedindo o controle soviético do poder do Estado; as teses, publicadas em abril de 1917, contribuíram para o levante das Jornadas de Julho e também para o golpe de Estado bolchevique em outubro de 1917.

Fale conosco nos comentários e diga oque achou dessa matéria e aproveite para ler e estudar mais, como por exemplo, essa matéria sobre a história e o surgimento da ONU. no nosso site.

Deixe um comentário